Pravda.ru

Notícias » São Tomé


Julgamento de jornalistas

14.11.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Dois jornalistas vão sentar-se, nos próximos dias, no banco de réus em S. Tomé. Fernando Ramos, técnico do hospital Ayres de Menezes e jornalista em regime de par- time na Televisão São-tomense tem julgamento marcado para o dia 16 deste mês e Ambrósio Quaresma, director e proprietário da revista quinzenal “O PARVO” vai ser julgado no dia 25 de Novembro. Tanto Fernando Ramos como Ambrósio Quaresma vão ser julgados em processo sumário por crime de abuso da liberdade de imprensa.

Fernando Ramos, segundo pudemos apurar, é co-réu num processo-crime movido pelo presidente do partido trabalhista, Anacleto Rolim contra a comerciante Milú Bonfim e faz sequencia a uma peça apresentada há cerca de um mês no telejornal da TVS.

Ambrósio Quaresma, por seu lado é acusado pelo ministro da defesa e ordem interna, Óscar Sousa e pelo comandante geral da polícia, Armando Correia.

Num artigo intitulado “Policias ébrios feitos vocalistas”, publicado na edição 227 da revista o parvo de publicação quinzenal, o articulista denuncia anomalias de vária ordem que ocorrem na instituição policial e cita fonte policial como tendo confidenciado a revista que oficiais do comando policial bebem demasiado e que são negados aos agentes policiais informações sobre os descontos que são feitos nos seus salários.

Na acusação remetida ao procuradoria geral da republica a que a TVS teve acesso, o ministro da defesa e ordem interna e o comandante geral da policia, Armando Correia acusam o director da revista “o parvo” de abusar da liberdade de imprensa, um crime que é punido nos artigos 34º da lei numero 2/93 e 407º e 409 do código penal.

Entretanto, numa nota distribuída aos órgãos de comunicação social, Ambrósio Quaresma reconhece que é direito de qualquer pessoa ou instituição que se sinta lesada reagir sobre algo que ela pensa ofender a sua honra e o seu bom-nome. Mas para esse caso que o leva as barras do tribunal, enquanto cidadão e profissional considera que a queixa-crime foi uma decisão infeliz tanto do ministro da defesa, quanto do comandante geral da policia nacional.

Os julgamentos de Fernando ramos e Ambrósio Quaresma vão preencher uma vasta lista de jornalistas que já foram julgados em S. Tomé. Até agora já foram julgados Conceição Lima, que trabalha actualmente na BBC de Londres, Carlos Borboleta, Director do jornal independente, Telmo Trindade, Manuel Barros, actual director da Televisão São-tomense e Nelson Mendes, Director do semanário Equador.

Suahills Dendê PRAVDA.Ru STP

 
2620
Loading. Please wait...

Fotos popular