Pravda.ru

Notícias » Portugal


Duas salas de injecção de drogas permitida se abrirão em Lisboa

30.11.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Câmara Municipal de Lisboa aprovou, quarta-feira, a criação de instalações de consumo apoiado para a recuperação (ICAR), onde será permitido o consumo de drogas, previstas na estratégia municipal de interv enção para as dependências

A proposta do vereador com o pelouro da Acção Social, Sérgio Lipari Pinto (PSD), para a criação das chamadas salas de chuto foi aprovada com os votos favoráveis do PSD, PS e Bloco de Esquerda (BE), a abstenção do PCP e os votos contra do CDS-PP.

As Instalações de Consumo Apoiado para a Recuperação (ICAR) serão criadas nos actuais gabinetes de apoio ao toxicodependente (GAT), situados na Quinta do Lavrado, na zona oriental da cidade, e no Bairro do Charquinho, na zona ocidental.

Além do consumo de drogas permitido, os toxicodependentes terão nestas instalações apoio médico, psicossocial, de higiene e alimentação, e informação sobre o tratamento.

Segundo Lipari Pinto, as ICAR «motivam o dependente para o tratamento, dão-lhe uma oportunidade de uma nova vida e garantem a segurança e a saúde pública da comunidade». O vereador social-democrata recusou a definição de «salas de injecção a ssistida» por considerar que as ICAR não serão «antecâmaras da morte».

Contudo, a designação «salas de injecção assistida» foi incluída por sugestão do PS e do BE, que argumentaram ser essa a definição prevista na lei.

A estratégia municipal de intervenção para as dependências inclui também a reinserção social dos toxicodependentes, nomeadamente a «programas de emprego protegido», e a criação de «espaço polivalente diurno para toxicodependentes».

No âmbito da prevenção, a estratégia contempla a «intervenção precoce a o nível da primeira infância», nos jardins-de-infância, bem como a criação de «equipas de educadores de rua para intervir junto de jovens em risco de marginalização», em situações de abandono escolar, com comportamento delinquente e início de consumos. A estratégia inclui também a prevenção em «espaços recreativos nocturnos».

Lusa


 
2102
Loading. Please wait...

Fotos popular