Pravda.ru

Notícias » Portugal


Portugal a passo de caracol

24.10.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Esta semana, foi decidido que o caso Casa Pia iria reabrir, mas atrás de portas fechadas. A lembrar, é um dos casos mais sórdidos na história judicial portuguesa, envolvendo abusos sexuais homossexuais contra menores no orfanato/internato do estado Casa Pia, em Lisboa, muitas vezes por figuras públicas.

Se fosse um caso recente, a notícia não surpreenderia. No entanto, este caso remonta a uma série de detenções feitos em 2002 e 2003, por práticas que ocorreram em alguns casos nos anos noventa.

Mais, o jardim frente à Casa Pia em Belém é conhecido há décadas por ser um sítio onde um cliente pode ir arranjar um menor para práticas sexuais em troca de bom dinheiro. Se o caso Casa Pia, que veio à luz do dia só agora, durante o que é discutivelmente a pior governação de Portugal, tirando os olhos do povo português da desgovernação da coligação PSD/PP (centro-direita e conservadores), ou é sinal de tamanha lentidão do sistema judicial português ou algo mais sinistro, nomeadamente manipulação da lei por fins políticos.

Por quê é que o caso não foi resolvido logo e já há muitos anos?

Curiosamente, ou não, também esta semana vem um comentário críptico sobre outro caso que envolve influência política, o caso do Big Brother, o Primeiro-ministro Pedro Santana Lopes, que subiu ao cargo quando seu amigo/rival José Barroso fugiu de Lisboa para Bruxelas (para esquecer a porcaria que deixava para trás) a tentar silenciar o companheiro/inimigo Marcelo Rebelo de Sousa.

Marcelo, ex-líder do PSD e opositor crónico a Santana Lopes, há mais que quatro anos falava aos domingos a tarde na estação televisiva TVI, fazendo comentários políticos. Há duas semanas, foi calado – houve uma reunião com o proprietário do canal, que pediu que se abstivesse de ser tão crítico ao governo, facto que provocou a demissão.

Qual foi o espanto, então, quando na quinta-feira passada, Miguel Pães de Amaral, Presidente da Media Capital, que é proprietária da TVI, declarou à Alta Autoridade para a Comunicação Social que “daqui a seis ou nove meses” vamos perceber a razão por Marcelo Rebelo de Sousa ser afastado dos ecrãs?

Por quê é que não se explica já o caso? Falando da televisão, o que anda o Ministro da Presidência, Morais Sarmento, a fazer na RTP, estação estatal? Pois, anda por aí há dois anos a desempregar centenas de pessoas, juntando RTP e RDP num só edifício, obrigando milhares de pessoas a mudarem da sua rotina diária e agora declara que nunca interferiu na RTP. Então o que anda a fazer durante dois anos?

Ó Senhor Ministro, ou faça alguma coisa, ou saia da mulher!

Temos ainda um grande número de professores que ainda desconhecem qual será o local de trabalho em Portugal, depois do ano lectivo ter sido aberto com 40.000 por colocar. O Ministério da Educação ainda anda a braços sobre a quem atribuir a culpa, tendo decidido por um discurso que vai: “Não fui eu, foi o software”.

O “software” em questão pertenceu à firma COMPTA, que, claro, tinha ligações políticas e pessoais à coligação PSD/PP…bem vindos à União Europeia, ou ao cu dela. O Ministério, ou seja, a Ministra, Carmo Seabra, atira toda a culpa contra esta firma e contra a Direcção Geral de Educação.

Só que, de acordo com os fundamentos do concurso, na atribuição desta obra, o software tinha de ser entregue no Ministério até 31 de Dezembro de 2003. Por quê, então, é que a questão não foi resolvido logo em Janeiro ou Fevereiro e por quê é que há ainda milhares de alunos portugueses sem professores?

Depois não surpreende as estatísticas chocantes, por exemplo, do Concelho de Baião, onde a desistência escolar antes do 9º ano (15 anos de idade) tem uma taxa de 72%. Não é só na periferia onde há lacunas. No Liceu Camões, no coração de Lisboa, uma escola secundária para alunos do 10º, 11º e 12º anos, há aulas inteiras que não entendem nada do início do 10º ano em Matemática, porque o programa do 8º e 9º ano não foi completado.

Quando um Ministério e uma Ministra se mostram rotundamente incompetentes, há que ter alguma esperança que a liderança política salve a situação. A reacção de Pedro Santana Lopes? Sugeriu que os professores sem turmas fossem aproveitados para assessores de juízes.

Para acelerarem o caso Casa Pia? Ou para ensinarem as crianças abusadas desta instituição a não terem confiança nenhuma na classe política do PSD, PP ou PSD no seu país?

Para fechar a semana, e acabar com a paciência, o túnel do Rossio vai ser fechado por falta de insegurança, durante 60 dias. Esta estação liga Rossio, no centro de Lisboa, a Sintra e serve 35 quilómetros de subúrbios, transportando milhões de pessoas por ano de casa ao trabalho.

Construído em 1889, este túnel de 2.600 metros conheceu os primeiros problemas em 1926, quando ao quilómetro 2.020, foi detectado uma deficiência estrutural grave. 78 anos mais tarde, no mesmo local, se encontra a mesma situação, que provocou em 1979 uma ordem de reparação.

Por quê é que não foi tratado logo?

Por quê é que Portugal sofre desta doença de lentidão institucional crónica e aguda? Será por causa do vento?

Timothy BANCROFT-HINCHEY

 
5309
Loading. Please wait...

Fotos popular