Pravda.ru

Notícias » Portugal


Portugal: Renovadores Comunistas propõem Plataforma de Esquerda alargada

22.01.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O Partido Comunista Português tem duas facções: os comunistas ortodoxos, que defendem um discurso oriundo da Revolução do 25 de Abril, 1974 e os renovadores, que propõem um reajustamento das linhas de orientação do partido, trazendo-as mais em linha com o mundo de hoje.

O Partido Comunista Português, é, em termos etários, um dinossauro político, para não dizer um fóssil: a vasta maioria dos seus membros têm mais do que 60 anos de idade, no entanto, a sua ala ortodoxa, que controla o Comité Central e o defende contra a mudança com uma garra fanática quase histérica, recusa-se a alterar o seu discurso e adaptar o partido aos tempos modernos. Por exemplo, ninguém em Portugal com menos de 45 anos de idade tem qualquer referência pessoal com a Revolução, que terminou a Guerra Colonial em África (concedendo a Independência aos cinco PALOPs e a Timor Leste) e estabeleceu uma sistema democrática baseada em pluralismo parlamentar.

A insistência de que o PCP é um partido que defende o proletariado português, e mais especificamente, os seus operários, faz pouco para rendê-lo qualquer grau de credibilidade da parte da juventude de hoje, que levaram uma autêntica lavagem ao cérebro contra as ideias de Marx, Engels e Lenin, efectuada por décadas de consumismo.

O que propõem os renovadores é uma Plataforma de Esquerda com uma base mais larga, juntamente com outros partidos (por exemplo, o Bloco de Esquerda), com um discurso motivador e actualizado, indo ao encontro dos interesses duma gama mais completa da sociedade portuguesa.

Os principais objectivos da PCP antes da Revolução, nomeadamente o estabelecimento duma democracia, a independência das colónias e um modelo que permitisse a mobilidade social, foram conseguidos há muitos anos. Em vez de agir como a avestruz, esperando que aparecesse um Messias que visse as cifras nas sondagens públicas atingir os dois dígitos (actualmente variam entre os 5 e os 8 por cento), o PCP tem de acordar.

Se a sua ala ortodoxa é rotundamente incapaz de agir, seria então muito melhor irem para a reforma, baixar os estores e esperar que o Senhor os leve porque o que esta facção do partido está a conseguir, é a morte do Partido Comunista Português. Chegou a hora de ouvirem a voz da razão.

Timothy BANCROFT-HINCHEY PRAVDA.Ru

 
2376
Loading. Please wait...

Fotos popular