Pravda.ru

Notícias » Portugal


Consenso e Conflito no Pensamento de John Rawls

18.03.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A importante “Teoria da Justiça” como equidade, de John Rawls, constitui um marco fundamental do pensamento político e a ela se deve, em boa parte, a revitalização dos temas e problemas em torno da justiça social como virtude primeira das instituições:

“todos os bens sociais primários – liberdade e oportunidade, rendimento e património uma distribuição desigual de um ou de todos esses bens seja vantajosa para o menos favorecido.” Pedro Viegas, professor do Departamento de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, admirador do pensamento de Rawls, sobre quem elaborou a sua tese de doutoramento, manifesta porém aqui o seu desacordo metodológico, epistemológico e doutrinário. E avança. “A tolerância, a compassiva neutralidade, o evitamento da compreensão pró-activa dos conflitos e o seu refugio na matriz liberal-burguesa de pensamento, a não problematização das questões em torno do poder, acabaram por transformar a “doutrina da justiça como equidade” numa perversa ingenuidade, presa fácil dos promotores das injustiças sociais, económicas e políticas.” E remete, a concluir, para os motivos kantianos do entusiasmo pelo novo e do amor esclarecido à liberdade. Na sessão de lançamento do livro, estarão presentes, entre outras personalidades, a família de Pedro Viegas, e seus amigos, o Prof. Doutor José Barata Moura, Reitor da Universidade de Lisboa, o Investigador Doutor Manuel Villaverde Cabral, o Prof. Doutor Viriato Soromenho Marques e a Professora Doutora Maria Amélia Loução, directora do Museu Nacional de História Natural. Contactos: Prof. Doutor Viriato Soromenho Marques – T: 962678313 Ana Paula Viegas - T: 962842570 Assessoria de Imprensa: Dr. António Sobral –Tm: 91 30 505 81

 
1778
Loading. Please wait...

Fotos popular