Pravda.ru

Notícias » Portugal


Ó Pinóquio!!

17.04.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

José Barroso está de tanga! Não pode continuar assim! Não só conseguiu destruir o tecido social do seu país, não só conseguiu dar uma facada mortal nas normas de diplomacia internacional, apoiando o acto de chacina dos EUA, seu mestre, mas agora dá pontapés (já não tem punhos-de-ferro nem correntes) aos vizinhos espanhóis.

De facto, a voz de José Barroso não chega a sítio nenhum, pois o que diz não passa de trafulhice, burrice, idiotice e casmurrice. No entanto, há ainda quem preste atenção a aquilo que sai da sua goela, principalmente a imprensa quando não há mais nada a noticiar.

Deu-lhe agora em atacar o vizinho espanhol, país que sustenta o seu, país onde se ganha quatro vezes mais e onde os preços são iguais ou menores a aqueles que pagam os portugueses, súbditos de José Barroso.

Retirar as tropas do Iraque não beneficia a segurança dos espanhóis, na opinião de José Barroso. Mas o quê é que esse pangaio percebe de alguma coisa? Qual é a credibilidade que Barroso tem na comunidade internacional? Absolutamente nada.

Esse homem (se assim se pode chamar) é um Pinóquio político, um fantoche de Bush, um membro do bando dos sicofantas nojentos que apoiaram o acto de chacina no Iraque, baseado em promessas de encontrar armas de destruição massiva, baseado no facto de Saddam Hussein ser uma ameaça à comunidade internacional.

Ó Pinóquio…olha o teu nariz! Há um ditado em português que vai assim “Quem não está bem, vai-se embora” e há outro que vai: “Mostre-me os teus amigos e eu digo-te quem és”. Pois, o autor deste artigo já tem a legalização em dia por mais dez anos, por isso já é mais complicado ele ir-se embora, agora vou dizer-te quem es…

Os amigos do Pinóquio são o Duo Dinâmico, Blair e Bush. Que belo trio. O Pinóquio agora, com as costinhas quentes, dá-se o luxo de estar a criticar a Espanha, vejam só: a decisão do Primeiro-ministro da Espanha, José Luís Rodriguez Zapatero de retirar tropas do Iraque "não trouxe qualquer segurança àquele país, antes pelo contrário", e "não se compra segurança com posições dúbias".

Agora o José Barroso dá sentenças à Espanha? O quê é que esse palhaço fez para Portugal? Qual foi a história dele? Foi um excelente ministro de negócios estrangeiros, mas agora destroi o tecido do mundo diplomático com a decisão de quebrar a lei internacional.

Se o Pinóquio acha que ainda há armas de destruição massiva no Iraque, é favor dizer na sua vozinha estridente (e bastante desagradável) na Assembleia da República, onde estão. Não foi ele que disse que existiam? Onde estão?

Se o Pinóquio acha que a actuação dos norte-americanos e britânicos foi bem feita, e se acha que a mão cheia dos outros países que foram obrigados a mandar suas tropas para o Iraque devem ficar (“Qual é a alternativa? Se todos saíssem, seria uma irresponsabilidade sem nome, seria dizer aos terroristas que eles venceram. Desertar seria uma boa notícia para eles") então o Pinóquio, José Manuel Durão Barroso, é uma pessoa que apoia um acto de chacina de 10.000 civis, apoia os actos que levaram à mutilação de 16.000 pessoas, apoia o acto de destruir total e cruelmente as infra-estruturas do país, apoia o acto de escolher como alvos militares infra-estruturas civis…

Esse palhaço, a quem ninguém presta qualquer atenção no palco internacional, agora quer sair-se, largando sentenças sobre a actuação do governo da Espanha. Pois é, se calhar falar da situação interna em Portugal não convém muito… país governado pelo Pinóquio (que pertence ao grupo dos mentirosos), a Chapeleira Louca (Ferreira Leite) e o Pindérico Paulinho Portas. Com um governo destes…

Há que atacar a Espanha.

Timothy BANCROFT-HINCHEY PRAVDA.Ru

 
3815
Loading. Please wait...

Fotos popular