Pravda.ru

Notícias » Portugal


Companhia de armamento visita Lisboa

14.04.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Possui também a maioria das acções das companhias Seven Up e Federal Data Corporation, fornecedora de sistemas de vigilância de tráfego aéreo para a Autoridade Federal de Aviação dos EUA. A companhia de 12 mil milhões de dólares assinou recentemente contratos com a United Defence Industries para equipar o exército Turco e Saudita com sistemas de defesa aérea.

No topo da agenda do encontro se espera o envolvimento da companhia na reconstrução da infra-estrutura Iraquiana após o fim das hostilidades. Juntamente com outras companhias, o grupo Carlyle espera receber o contrato de mil milhões de dólares a ser atribuido pelo governo dos EUA para ajudar ao desenvolvimento de aeroportos e áreas urbanas destruídas pelos bombardeamentos aéreos da coligação.

O grupo é controlado pela equipa do pessoal do anterior governo, incluindo o seu actual presidente Frank Carlucci, anterior director da CIA antes de se tornar Secretário da Defesa. Seu representante é James Baker II, que foi Secretário de Estado do governo de George Bush. Vários antigos políticos de topo se encontram empregados para representar empresas no estrangeiro entre eles John Major, anterior Primeiro Ministro Britânico, juntamente com George Bush que foi director da CIA antes de se tornar presidente dos EUA.

Os bens da Corporação Saudita Binladen (SBC) são igualmente geridos pelo grupo Carlyle. A SBC é liderada por familiares de Osama bin Laden, que ajudou George W. Bush a ganhar as concessões petrolíferas do Bahrain quando ele liderava a companhia petrolífera do Texas, a Harken Energy Corporation – um negócio que valeu milhões de dólares à família Bush. Salem, o irmão de Osama bin Laden, era representado no conselho de directores pelo seu agente Americano, James R. Bath.

A ligação entre a familia Bush e bin Laden também pode ser encontrada relativamente ao colapso, nos anos 90, do Banco Internacional de Crédito e Comércio (BCCI). Os membros do conselho de directores do banco Anglo-Paquistanês incluíam Richard Helmes e William Casey, parceiros de George Bush e antigos agentes da CIA. Enquanto estiveram no BCCI Helmes e Casey trabalharam com o director Adnan Khasshoggi, que também representava os interesses da família bin Laden nos EUA.

O Portugal News sobe por uma fonte de confiança que no encontro em Lisboa do grupo Carlyle se vai discutir a ligação entre a Corporação Saudita Binladen (SBC) e Osama bin Laden. Várias entidades dos EUA afirmam que a SBC continua financiando as suas actividades políticas, tal como tem feito há já vários anos. A ser verdade isto poderá colocar George Bush e seus colegas do grupo Carlyle numa posição embaraçosa. Como gestores dos investimentos financeiros eles poderão ser acusados de, indirectamente, ajudar o enemigo número um dos EUA.

Ralitsa Zaitseva PRAVDA.Ru KALININGRADO

 
2906
Loading. Please wait...

Fotos popular