Pravda.ru

Notícias » Portugal


Morreu a Irmã Lúcia

14.02.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

De Maio a Outubro de 1917, três crianças portuguesas, Jacinta, Francisco e Lúcia, viram Nossa Senhora aparecer no dia 13 de cada mês em Cova da iria, Fátima, no centro de Portugal. Este Domingo, também um dia 13, Lúcia, a última vidente, morreu no Convento Carmelita de Santa Teresa em Coimbra, onde tinha vivida afastada do mundo desde 1948.

Lúcia de Jesus nasceu em 28 de Março de 1907 em Aljustrel, Fátima. Quando tinha dez anos, ela e os primos Jacinta e Francisco, que morrerem muito jovens (aos 10 e 6 anos de idade, respectivamente), viram a primeira aparição da Nossa Senhora, em que foram revelados três segredos.

O primeiro segredo foi uma visão do Inferno, acompanhada por um pedido da Nossa Senhora para mais pessoas rezarem o terço. O segundo foi acerca da Rússia, em que Nossa Senhora revelou que esse país se iria converter ao Cristianismo, mas que seria necessário todos os bispos do mundo estarem reunidos, não fisicamente mas em comunhão nas suas dioceses.

O terceiro segredo ficou com a Lúcia até o dia 13 de Maio de 1981, quando o Papa João Paulo II foi abalado na Praça de São Pedro em Roma. O papa pediu o dossier sobre Fátima, lembrando-se que o ataque veio no dia da primeira aparição da Nossa Senhora. O segredo no dossier disse que “Um bispo vestido de branco subia uma escabrosa montanha, no cimo da qual estava uma grande Cruz, antes de chegar aí, atravessou uma grande cidade, e meio trémulo, acabrunhado de dor e pena, ia orando pelas almas dos cadáveres que encontrava pelo caminho; chegando ao cimo do monte, prostrado de joelhos, foi morto por um grupo de soldados que dispararam vários vezes”.

O Papa João Paulo II se viu como o bispo na visão e visitou Fátima no ano seguinte pata agradecer a Nossa senhora o facto dela Ter-lhe salvado a vida. Voltou duas vezes, e em 2000 beatificou Jacinta e Francisco, revelando o terceiro segredo. Uma das balas foi colocada na coroa da estátua da Nossa Senhora em Fátima.

Lúcia entrou na Ordem dos Doroteias em 1929, mudando para a ordem das Carmelitas de Santa Teresa em Coimbra em 1948, desde então vivendo afastada.

A médica da Irmão Lúcia, Branca Paul, descreveu-a como “uma pessoa muito simples mas com uma sabedoria difícil de explicar por palavras, tendo um sentido de humor que conservou até ao fim”.

Timothy BANCROFT-HINCHEY PRAVDA.Ru

 
2419
Loading. Please wait...

Fotos popular