Pravda.ru

Notícias » Portugal


Raptora de Valongo foi denunciada pela irmã do companheiro

13.03.2007 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Raptora de Valongo foi denunciada pela irmã do companheiro

A mulher que raptou uma bebé, há um ano, do hospital Padre Américo/Vale do Sousa, em Penafiel, foi detida na segunda-feira em Valongo e é ouvida esta terça-feira no Tribunal de Penafiel.

A raptora, de 37 anos, foi denunciada pela irmã do companheiro à PSP de Valongo, onde reside.

Ela confessou o crime, justificando-o com a necessidade de continuar com a simulação da gravidez que havia iniciado, de modo a manter a relação com o seu companheiro.

A família queria baptizar a «Joana», no entanto, a falta de documentação levantou suspeitas, que fizeram com que a cunhada da raptora se dirigisse ao Registo Civil e fosse, em seguida, denunciar a situação à polícia, avança o DN.

A criança, Andreia Elisabete, raptada no dia 17 de Fevereiro do ano passado, com apenas três dias de vida, já esteve cinco minutos com a mãe biológica, na Polícia Judiciária. Tanto os pais, como a menina, já foram submetidos a testes de ADN, de forma a comprovar a paternidade. Aguarda-se que o resultado dos exames saia esta terça-feira e que a bebé seja entregue à sua família até ao fim da semana.

O casal Isaura Pinto e Albino Pinto tem mais seis filhos, com idades entre os 17 e os 4 anos. A rapariga mais velha vive com a avó, três vivem com o casal numa modesta casa de Cernadelo, Lousada, e duas meninas, de 9 e 10 anos, foram entregues a uma família de acolhimento, por ordem do tribunal de Lousada.

Os vizinhos da família preparam, agora, uma festa para celebrar o baptizado de Andreia Elisabete Pinto.

 
1720
Loading. Please wait...

Fotos popular