Pravda.ru

Notícias » Portugal


Portugal: Greve Geral explicada

09.12.2002 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A campanha eleitoral foi feita numa base de alarmismo, com o Primeiro Ministro Durão Barroso (Partido Social Democrata) declarando que “Isso é um caos! O País não pode continuar assim!” e no seu manifesto político, prometendo não aumentar os impostos, que aliás foi das primeiras acções do seu governo de coligação com o partido direitista, o Partido Popular.

De facto, este governo tem nada de cariz social, nada de democrata e menos ainda de popularidade. No dia 10 de Dezembro, os portugueses fazem uma greve geral em protesto contra as políticas desumanas deste governo, que, se houvesse uma eleição amanhã, de certo cairia.

Os assuntos em questão são em primeiro lugar as políticas laborais. O governo quer facilitar o despedimento com justa causa, quer aumentar o contrato temporário para 6 anos, quer aumentar a semana de trabalho de 40 para 60 horas, prevendo dias com 12 horas de trabalho e quer restringir o direito a greve.

Quer retirar as pausas e intervalos para descanso do horário de trabalho, os empregadores terão o direito de alterar os horários sem aviso prévio e as férias passarão à categoria de prémio, não de direito. Finalmente, trabalhadores despedidos sem justa causa perdem o direito de serem reintegrados.

É com esta arrogância que este governo tenta persuadir os portugueses que o caminho da direita é melhor. Numa altura em que a economia mundial está em baixa, quando é necessário investir no futuro do país, através de programas inovadores na área de educação, este governo reduziu a verba para esta área no orçamento do Estado, mas aumentou a verba para a defesa.

É com esta lógica que Durão Barroso tenciona governar o país, onde ordenados de miséria, a par de pensões irrisórias andam numa luta diária com impostos à EU e preços exorbitantes. Os portugueses perdem de dia para dia o seu poder de compra, a classe média passa a ser pobre. O que acontece é uma fuga de cérebros, em que quem pode, sai.

É por isso que há uma greve geral em Portugal no dia 10 de Dezembro, o segundo na história do país. Parabéns ao Sr. Primeiro Ministro, que em menos de um ano, conseguiu unir o país contra si e o seu governo de privilegiados, que vivem numa redoma de cristal e que perderam por completo qualquer noção da realidade diária do cidadão português.

É altura de repetir as palavras: “Isso é um caos! O País não pode continuar assim!”, Senhor José Manuel Durão Barroso.

Cristina GARCIA PRAVDA.Ru COIMBRA PORTUGAL

 
2555
Loading. Please wait...

Fotos popular