Pravda.ru

Notícias » Portugal


Tragédia no Partido Socialista

09.06.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Sousa Franco deu entrada no Hospital Pedro Hispano às 09.53 com paragem cardio-respiratória mas morreu às 09.56.

António Sousa Franco foi Ministro das Finanças pela segunda vez durante o primeiro governo do Partido Socialista entre 1995 e 1999 depois duma longa carreira nas Finanças. Foi nomeado Presidente da Caixa Geral de Depósitos por Vasco Gonçalves em 1974, subindo a Secretário de Estado das Finanças sob o Ministro Salgado Zenha em 1976 e em 1979 e foi Ministro das Finanças, por pouco tempo, no governo de Maria de Lurdes Pintassilgo.

Em Junho de 1986, depois duma ausência de sete anos na vida política, aceitou o convite do Ministro das Finanças Miguel Cadilhe para assumir a Presidência do Tribunal das Contas. Depois de assumir a tutela do Ministério entre 1991 e 1995, representou o PS no parlamento Europeu. Foi redactor da declaração de Atenas sobre "Crescimento, Emprego e Coesão Social" (1997) e da Declaração do PSE "A Nova Via Económica. Reformas Económicas na União Económica e Monetária" (1998).

António Guterres, o antigo Primeiro-ministro e líder do PS quando Sousa Franco era Ministro das Finanças, afirmou que estava “profundamente chocado e triste”, sentimento que foi reiterado por todos os líderes dos partidos políticos em Portugal.

A lamentar, o aproveitamento político por pseudo-órgãos de “notícias” em Portugal que realçaram que a coligação PSD/PP suspendeu a campanha eleitoral, sem sequer referir ao Bloco de Esquerda e do Partido Comunista, que imediatamente suspenderam as suas campanhas também por motivo de respeito.

Francisco Lousã recebeu a notícia com “enorme desgosto” enquanto o líder do PCP, Carlos Carvalhas, descreveu o seu estado como “chocado”. Ambos os dirigentes suspenderam de imediato as campanhas eleitorais. A Renovação Comunista emitiu a seguinte declaração:

"Face ao inesperado falecimento do Professor Sousa Franco, que profundamente se lamenta, a Renovação Comunista decidiu cancelar a Conferência de Imprensa que tinha convocado para hoje, às 17 horas, no Hotel Zurique, em Lisboa.

"A Renovação Comunista exprime publicamente à Família do Professor Sousa Franco as suas condolências e, nesta hora triste, dirige também ao Partido Socialista uma palavra de solidariedade". A investigar também, a razão da morte, pois PRAVDA.Ru recebeu informações sobre uma “zaragata” entre oficiais do Partido Socialista na lota de Matosinhos, onde Sousa franco se encontrava pouco antes de morrer.

João SANTOS PRAVDA.Ru PORTO PORTUGAL

 
2606
Loading. Please wait...

Fotos popular