Pravda.ru

Notícias » Portugal


Portugal leva lição de futebol

07.09.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Às portas do Euro 2004, esta equipa portuguesa não convenceu ninguém, se bem que foi um jogo-treino com muita experiência à mistura. Porém o resultado fala por si e há que lembrar que o Portugal de Filipão ganhou 11 pontos dos 21 possíveis.

9 meses, sete jogos e 11 pontos dos jogos contra a Itália, o Brasil, Holanda, Espanha, Paraguai, Bolívia e Cazaquistão, não é palmarés de campeão. Viu-se em Guimarães, onde a equipa nacional foi compreensivamente derrotada por uma Espanha que jogou de forma mais inteligente e acutilante.

As equipas alinharam:

Portugal Ricardo; Miguel, Fernando Couto (cap.), Meira, Nuno Valente; Costinha, Maniche, Figo, Rui Costa; Sérgio Conceição e Pauleta e ainda Quim, J. Andrade, Rui Jorge, Boa Morte e Frechaut.

Espanha Casillas; Salgado, Marchena, Juanito, Puyol; Etxeberria, Baraja, Xabi Alonso, Vicente; F. Torres, Raul e ainda Cañizares, Valerón, Romero, Tristán, Xavi, Reyes e Joaquín.

A equipa portuguesa mostrou-se perdulária nos remates, deixou enormes espaços entre a sua defesa e o meio campo, não conseguiu trocar a bola e não encontrou qualquer solução para virar o jogo.

Aos 7’, Pauleta conseguiu rematar a bola para fora, depois de ter sido isolado por Conceição, feito que foi castigado quase de imediato: depois de Salgado ter testado o Ricardo, que agarrou o remate à segunda tentativa, Etxebarria marcou para Espanha aos 12’.

Primeiro Torres, para a equipa espanhola e depois Rui Costa, falharam o alvo até que Baraja bateu num poste aos 32’ com um pontapé dum livre directo. O primeiro canto para Portugal aconteceu aos 41’, que diz tudo.

Na segunda parte, Portugal teve azar em não empatar o jogo, quando Jorge Andrade quase converteu o canto de Luís Figo aos 56’ e um minuto mais tarde, Pauleta falhou por centímetros.

Aos 61’, o recém-naturalizado Deco substituiu o Rui Costa mas não conseguiu virar o jogo. Quase de imediato, Espanha marcou o 2-0, aos 62’, Joaquín terminando um contra-ataque da forma mais eficaz.

Tristán deixou recado claro a Ricardo no minuto 70, com um remate forte bem defendido pelo guarda-redes do SC Portugal mas aos 75, o mesmo Tristán fixou o marcador. 3-0 para a Espanha.

Os lenços brancos dos adeptos portugueses foram aceites por Scolari, que assumiu a culpa.

No entanto não esteve o Scolari a jogar. Se uma equipa de profissionais de futebol que ganham centenas de milhares de Euros cada um por mês e que joga futebol todas as semanas ao mais alto nível não consegue sequer passar uma bola, dificilmente se sagrará de campeão da Europa.

A jogar assim, sai no final da primeira fase da competição.

Márcia MIRANDA PRAVDA.Ru In Guimarães

 
2827
Loading. Please wait...

Fotos popular