Pravda.ru

Notícias » Brasil


Rabino Henry Sobel vai prestar cem dias de serviço comunitário no Brasil

31.05.2007 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Rabino Henry Sobel vai prestar cem dias de serviço comunitário no Brasil

O rabino Henry Sobel, acusado de furto nos Estados Unidos, vai cumprir pena no Brasil, mas não vai ficar preso. O rabino fez um acordo com a promotoria americana: vai prestar cem dias de serviço comunitário no Brasil.

Henry Sobel disse em entrevista exclusiva ao “Jornal da Globo”,  que já escolheu duas entidades para prestar os serviços comunitários. Uma é o Lar das Crianças, da Congregação Israelita Paulista. A outra é uma organização da comunidade judaica. Ambas atendem a pessoas carentes de todas as religiões.

 Em março, ele foi preso nos Estados Unidos pelo roubo de gravatas em lojas de grife. Dois meses depois da prisão, o rabino não lembra de tudo.

”Não me lembro dos detalhes. Me lembro daquilo que aconteceu depois. Eu me lembro do meu depoimento na delegacia, lá em Palm Beach, mas o fato em si escapa completamente à minha consciência”, disse o rabino Henry Sobel.

O rabino, no entanto, não esquece a vergonha. “Me mostraram as gravatas. Aí, eu reconheci o crime. Então, através de uma lógica A-B-C, deu para tirar conclusões. Pode crer: é muito dolorido para mim falar sobre o incidente dois meses depois”, diz.

Aos poucos, Henry Sobel está diminuindo a dosagem dos remédios contra a insônia e estresse, que, segundo os médicos, teriam motivado o crime.

“Eu acredito naquilo que os médicos dizem aqui: que foi uma overdose, uma dosagem exagerada de remédios. E isto mexeu com a minha química cerebral e mudou o meu comportamento. Não importa. Eu fico profundamente aborrecido, constrangido com aquilo que aconteceu. Aquilo que aconteceu jamais deveria ter acontecido”, afirma.

Como figura pública, como líder religioso e como pessoa, Henry Sobel diz que nunca vai esquecer o vexame.

“Eu me senti profundamente humilhado, me senti indigno de ser aquilo que eu sou. Mas, olhando em retrospecto, e a cena não sai da minha cabeça, talvez foi importante como uma lição de aprendizagem”, conta.

O rabino ainda acha que vai demorar para conseguir o próprio perdão.

“Eu preciso me redimir perante a mim mesmo e perante a sociedade que esta me apoiando. Principalmente, eu preciso me redimir perante Deus. Nunca mais”, finalizou.

 
2392
Loading. Please wait...

Fotos popular