Pravda.ru

Notícias » Brasil


QUEM É ANTONICO GOTTARDO?

30.06.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

E como muitos fatos passados comigo estavam ligados as ações e reações do mesmo, resolvi escrever sobre o meu contacto direto ou indireto com Antonico Gottardo!

Conheci Antonico Gottardo no mês de dezembro de 1999, no seu escritório, pois estava procurando o novo prefeito para apresentar diversas propostas, para incentivar o Turismo e abrir um Centro de Cultura Universal em Guarapari.

Logo que fui apresentado, me dirigi a ele declarando não ter nenhum interesse em qualquer colocação em seu governo, e que o meu único objetivo era ajudar a cidade.

Ele declarou que 6 pessoas como eu, desinteressadas, eram suficientes para ajudar muito o Brasil. Entrei logo com a minha principal proposta, que era a de transformar Guarapari em uma cidade “Saúde e Cultura”. Ele ficou muito animado, depois que apresentei vários e -mails de embaixadas, interessadas em ajudar na criação do Centro de Cultura Universal na nossa cidade.

Mostrei também varias informações sobre o turismo de 1o mundo, onde estavam incluídos os projetos de: “bed e breakfast” (cama com café da manhã) e de “agro-turismo”, ha tantos e tantos anos implantado na Europa. Ele estava animado e me animou, ao dizer que me procuraria em meu apartamento para melhor conversarmos. Como fui educado pelo meu pai, com a celebre frase: “ninguém é obrigado a prometer, mas é obrigado a cumprir!” fiquei muito decepcionado por (apesar de ter telefonado varias vezes para o seu escritório cobrando a promessa) ele não ter aparecido até hoje.

Tinha conversado com ele sobre o lançamento do meu jornal “Socialismo Hoje”, quando tinha recebido solidariedade do, na época deputado, José Serra e que no momento era o Ministro da Saúde. Ele me perguntou se poderia arranjar com o Ministro um hospital para Guarapari.

Bem, continuemos: não me importei mais com a sua falta de palavra, mas, sempre pensando em Guarapari e tentando ajudar o povo, falei com Andressa, da Operadora Bavel, e propus a criação de uma ONg, que seria chamada de: “Com Guarapari, contra TODOS!”, pois já não acreditava no prefeito.

Dias depois, falei com a secretária do Secretário da Saúde, a fim de levar uma mensagem sua para o Ministro Serra.

Diversos dias tentei falar com a secretária do Secretário e nunca o encontrava na secretaria, fui saber então que ele tinha um consultório privado e trabalhava também na Samarco.

Desisti de levar o pedido para Brasília, depois de informar a secretária do documento que eu precisava do Secretário a fim de apresentar o mesmo ao Ministro, e depois de varias passagens na secretaria sem encontrar o documento.

Fui para Brasília e consegui do primeiro secretario da Embaixada Russa, duas exposições: Da “2a. Guerra Mundial” e do “Cosmo”. Consegui também para Guarapari, do Conselheiro Cultural da Embaixada da Republica Federal da China, o Sr. Wang, uma exposição, que seria inaugurada pelo próprio. Trousse também dezenas de livros de diversos países, em português, na tentativa de começar alguma atividade cultural. Esses livros foram emprestados a faculdade do prefeito, com o nome: “Centro de Cultura Universal”, em homenagem ao projeto.

Tentei contacto com a secretária de Educação e do Turismo, a fim de criar varias exposições na cidade, pois tinha promessas, não só da Embaixada da Rússia, mas também da Síria, Marrocos, Líbano, Índia e outras. Não consegui prender o interesse de nenhum representante do governo Municipal e nem do Prefeito, apesar de varias tentativas!

Passei a ocupar o meu tempo com meus artigos sobre o Brasil e o Mundo e algumas poesias. Mandei-os para vários jornais, de pequeno e médio porte, como o “Jornal do Brasil”, “Estado de São Paulo” e “O Globo”; mas foi o quinto maior jornal do Mundo: Pravda de Moscou que aceitou os meus artigos e em um mês eu já ocupava o 36o lugar na equipe do mesmo. Hoje sou o editor, para o Brasil, do jornal e estou ocupando o 4o lugar. Pensando nos colégios de Guarapari, criei o Pravda Juvenil, onde os estudantes são convidados a participarem, com artigos e poesias, em grupo ou individual.

Levei o projeto a secretaria de Turismo, que por sua vez, se prontificou a leva-lo ao conhecimento da administração Municipal e em especial a secretaria da Educação, para que o projeto fosse levado ao conhecimento dos colégios.

Acreditava que, Guarapari e o Estado do Espírito Santo seriam os primeiros a aparecerem no Jornal. Mais de 40 dias se passaram e a minha infelicidade chegou: não foi a cidade de Guarapari, nem o Estado do Espírito Santo os primeiros e sim OSASCO – SÃO PAULO e o prefeito da cidade o Sr. CÉLCIO GIGLIO os elogiados por mostrarem o interesse que o Estado e a cidade têm por cultura.

Esse meu artigo tem como finalidade declarar aos meus queridos amigos de Guarapari que, dado à inexistência de uma direção interessada por Cultura, e a incapacidade dos seus administradores de tomarem qualquer atitude para melhorar a nossa cidade, estou me preparando para deixa-los, por muito ou pouco tempo, pois sinto saudades do mar e do presente que DEUS deu a essa cidade abandonada pelos incapazes de agradecerem o presente recebido.

TOTALMENTE desiludido por uma cidade assassinada por seus administradores, me despeço. GUARAPARÍ não merecia isso...

Armando COSTA ROCHA PRAVDA.Ru BRASIL

 
5463
Loading. Please wait...

Fotos popular