Pravda.ru

Notícias » Brasil


PSDB critica promessas assumidas pelo PT

30.03.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Desse elenco de proezas do governo petista fazem parte o sucesso do Projeto Fome Zero, que nunca aconteceu e está para ser extinto. A solução imaginária dos problemas com as ocupações de terras, hoje quase uma ameaça à ordem pública, tamanha a irritação dos sem terras. As promessas e medidas absurdas adotadas na área da Previdência Social, causando aos aposentados toda ordem de transtornos e aborrecimentos. Ocupação desordenada e incompetente da máquina funcional, nomeando e premiando funcionários sem a devida habilidade técnica para exercer cargos de chefia e comando.

A máscara vai caindo-2

O imobilismo, a falta de ação prática e a dificuldade adotar decisões vem travando o governo em todos os seus setores. Alguns ministros, inclusive, já se queixaram ao presidente sobre isso. Um deles, Cristovam Buarque, foi demitido por que insistia em denunciar a incompetência administrativa da pasta. Hoje, na primeira página do jornal Folha de São Paulo, a prova da fraude, do embuste oficial está escancarado com todas as letras. Utilizando imagens falsas, na tentativa de mostrar realizações na agricultura, o governo mandou filmar áreas particulares bem sucedidas, divulgando o fato como se fosse mérito próprio. A imagem é enganosa, é falsa e não retrata a verdade. A empresa de Duda Mendonça, que faz o marketing do governo admite que errou e está mostrando à comunidade um sucesso que o governo não conseguiu.

Invasões, greves, críticas e queda nas pesquisas

O marketing do governo - aquele mesmo que desenhou Lula nos palanques da campanha - vem conseguindo sucesso em alguns setores, é verdade. Mas agora, diante dessa denúncia de propaganda enganosa, talvez faça uma revisão de trabalho e reduza a dose de axageros. Até por que, as manchetes dos jornais de hoje, retratando a série de problemas que cercam o governo não recomenda outra coisa. As greves estão pipocando nos aeroportos e repartições púiblicas. Os sem- terras ameaçam invadir o Brasil e garatem que o mês de abril será de pânico para os agricultores. E o produto final disso tudo não poderia ser outro: queda nas pesquisas, perda de credibilidade e a volta do medo, que sempre rondou quem um dia acreditou que seria diferente.

Queixas, burocracia e sem comando

Chegado a uma reunião onde as palmas são a favor, o presidente Lula, historicamente, não gosta de encontros fechados onde as decisões não recebem ovação de palanques. Por isso, os ministros do governo, segundo o Jornal do Brasil de hoje, em sua primeira página, estão se queixando da falta de audiências com o presidente, a falta de reuniões para que assuntos de interesse de suas pastas sejam debatidos. Além disso, alegam eles, a agenda internacional do presidente, até hoje, é bem mais privilegiada do que aquela que traria o debate para dentro do governo.

Oposição e anti-sistema - PT

Segundo o Cientista Político Leôncio Martins Rodrigues, da Unicamp, a oposição que o PT enfrenta agora não é tão forte quanto a que ele próprio fazia ao tucano Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). "O PT é um partido com algumas características de partido anti-sistema. Entre outras coisas, um partido anti-sistema pratica uma forma de oposição desleal: cobra medidas do governo que ele mesmo não poderia adotar se chegasse ao poder. Segundo Leôncio, a atual oposição ao governo Lula "não é composta por partidos anti-sistema".

Reflexos da crise

Manchete do Estadão de 28/03: "Dirceu diz que está 'bloqueado' dentro do governo". Segundo o jornal, "o ministro da Casa Civil, José Dirceu, confidenciou a pelo menos três dirigentes do PT, na semana passada, que se sentia 'bloqueado' no governo. Ele não gostou nada de assistir, por exemplo, à articulação do chefe da Secretaria de Comunicação do Governo (Secom), Luiz Gushiken, para contornar a crise provocada pela rota de colisão entre os ministros Roberto Rodrigues (Agricultura) e Guido Mantega (Planejamento). Acha que a tarefa de apagar o incêndio era de sua alçada, não da Secom.

Promessas e estelionato

Lula já reconheceu que, depois de um ano e três meses de governo, não fez nem 1% do que prometeu em campanha. Agora foi a vez de Genoino desabafar: "Nosso equilíbrio entre a esperança e a angústia é a realização da agenda social, com reforma agrária, transferência de renda, combate ao desemprego e realização de políticas públicas. Temos de trabalhar muito mais ainda para, ao fim de quatro anos, conseguir cumprir o que nos propusemos a fazer no governo", disse ao Estado, 28/03/04, o presidente do PT, José Genoino, ao rever as 73 páginas do Programa de governo 2002 - Coligação Lula presidente.

Percepção enganosa

Nada como o tempo para que a verdadeira natureza das coisas se revelem...

Segundo o filósofo Ruy Fausto, os eleitores fizeram uma leitura equivocada do PT. Em trecho retirado do seu artigo "O PT, Dirceu e o risco da gangrena" de 28/03 na Folha de S. Paulo, destaca-se a seguinte passagem: "Uma análise mais cuidadosa e objetiva desse velho PT mostra que, nele, nem tudo era bonito (...) A separação entre seu lado negativo, o revolucionarismo, e o lado positivo, a intransigência com a corrupção, é enganosa"

Ciclone e irresponsabilidade

Quem pode ver os estragos causados pela passagem do ciclone nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul com certeza constatou que o mais prudente seria ter evacuado a população residente daquela região. Segundo Germano Rigotto (Governador do RS - PMDB), a trajetória do ciclone extratropical começou a ser monitorada na noite de sexta-feira. No sábado, em contato com o ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, ele coordenou a montagem de um plano de evacuação da população residente na faixa litorânea, na região de Torres.

- Às 16h30min de sábado, o ministro me ligou informando que não seria necessária uma evacuação na cidade, pois a intensidade dos ventos seria menor no estado, embora forte - contou Rigotto.

PSDB

 
6127
Loading. Please wait...

Fotos popular