Pravda.ru

Notícias » Brasil


Lula: Brasil cresce 25% a mais que em 2003

29.06.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

"Nós já tivemos um grande aumento das exportações no primeiro ano de governo. Este ano, até agora, já estamos crescendo 25% mais do que no ano passado - e o importante é que não estamos exportando apenas produtos agrícolas, mas produtos manufaturados, como carros, aviões, carros e máquinas", disse Lula em seu programa quinzenal de rádio, Café com o Presidente.

Segundo Lula, o Brasil conseguiu na semana passada, durante a viagem aos Estados Unidos, dinamizar o comércio exterior com seu "maior parceiro". O aumento das trocas comerciais com os norte-americanos, na opinião do presidente, facilitará a geração de empregos e oportunidades de trabalho, promoverá o crescimento da economia e melhorará a renda da população. "Isso nunca acontece com a pressa e com o desejo que cada brasileiro ou o presidente da República tenha. Isso acontece no tempo em que as coisas estão amadurecendo. E eu volto para o Brasil convencido de que a viagem foi um sucesso", enfatizou.

O presidente garantiu que o Brasil deseja firmar uma relação "comercial, cultural e política mais ousada" com os EUA, sempre tendo como objetivo principal o incremento das exportações. Mas a intenção do governo, segundo Lula, é consolidar as trocas comerciais com "blocos" de países considerados estratégicos em termos de comércio exterior pelo governo brasileiro, como a América do Sul, África, Oriente Médio, e Europa. "O comércio mundial é uma disputa, todo mundo quer vender, mais do que comprar. Ou seja, nós temos que estar sempre produzindo boa qualidade a um preço mais barato, para que possamos conseguir fazer os negócios que desejamos. Mas estamos com a preocupação de continuar fazendo as viagens, solidificar tudo que já foi plantado e ao mesmo tempo cuidar com muito carinho do mercado interno", afirmou.

Emprego

O presidente Lula aproveitou para comemorar a queda na taxa de desemprego registrada pelo IBGE entre os meses de abril e maio deste ano, que passou de 13,1% em abril para 12,2% em maio. Na sua avaliação, o desemprego tende a cair em todo o país, embora o governo ainda tenha muitos desafios na geração de empregos. "Há muito o que fazer ainda. Quando a economia começa a crescer, num primeiro momento as empresas preferem pagar hora extra ao invés de contratarem novos funcionários. Elas precisam ter garantia de que o crescimento é sustentável. Só em um segundo momento é que elas começam a contratar pessoas", disse.

Ele ressaltou que o governo conseguiu criar, de janeiro a abril de 2004, 543 mil empregos formais com carteira assinada – de acordo com os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado em maio pelo Ministério do Trabalho e Emprego. "As coisas estão acontecendo, nós ainda temos muito por fazer, nós queremos fazer com que a economia cresça mais rapidamente. Agora que os microcréditos começaram a funcionar e que o crédito com desconto em folha começa a dar seus primeiros resultados, estou convencido de que a economia brasileira não tem mais ter retorno: vai ter um crescimento sustentável e será um crescimento contínuo", garantiu.

Lula também comemorou dados divulgados pelo ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, de que até maio o turismo brasileiro alcançou US$ 347 milhões de superávit, "numa demonstração de que está vindo mais gente para o Brasil do que gente viajando para o exterior". O turismo, segundo o presidente, será um instrumento de geração de empregos e de acúmulo de divisas para o Brasil.

PT

 
3642
Loading. Please wait...

Fotos popular