Pravda.ru

Notícias » Brasil


Rosinha segue realizando ações anti-sociais

28.11.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ) possui o poder de regulamentar um limite de remanejamento das previsões de gastos do Governo do Estado, sem autorização da casa. Pelo Projeto de Lei Orçamentária de 2006 enviado pela governadora Rosinha Garotinho, o governo está querendo uma margem de remanejamento de até 30% do total do orçamento.

Isso significa que Rosinha pode remanejar valores de até aproximadamente R$ 10 bilhões, sem autorização do Legislativo. E, é bom lembrar, em um ano eleitoral no qual seu marido, Anthony Garotinho, quer ser candidato à presidência do país.

O deputado Alessandro Molon (PT-RJ) apresentou 21 emendas ao Projeto de Lei Orçamentária. No que diz respeito ao remanejamento, Molon propõe que a governadora possa tirar no máximo 10% das verbas previstas de cada programa de trabalho e reforçar estas previsões em até 20% do valor inicial.

A suspeita de manobra política cresceu com a denúncia do jornal 'Folha de São Paulo' de 20/11/2005, com base em dados levantados no sistema de controle da ALERJ, de acesso livre aos deputados. Levantamento de Molon concluiu que, às vésperas do ano eleitoral, a governadora aumentou em 879,5% a verba prevista no Orçamento para a Secretaria Estadual de Comunicação Social, responsável pelo pagamento de campanhas de publicidade e divulgação de atos do governo.

Em contra-partida, no mesmo período, a verba para a Secretaria Estadual de Segurança Pública cresceu apenas 0,1%. Já a Secretaria Estadual de Educação perdeu 0,7% da verba prevista no Orçamento de 2005.

Gustavo Barreto Redação Consciência.Net

 
1681
Loading. Please wait...

Fotos popular