Pravda.ru

Notícias » Brasil


ESTUÁRIO DE PROSPERIDADE

28.03.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O Espírito Santo transforma-se, verdadeiramente, em face da confirmação de investimentos que nos próximos 05 anos irão atingir cerca de 25 bilhões de reais, apenas na esteira das quatro grandes corporações empresariais – Companhia Siderúrgica de Tubarão, Vale do Rio Doce, Aracruz Celulose e Petrobrás - , cujos planos de expansão superam todas as mais recentes expectativas, num Estuário de Prosperidade.

Registramos, anteriormente, que cerca de 70 empresas do país e do exterior, em função da agregação de tantas oportunidades nas áreas de petróleo, gás, celuloso e produtos siderúrgicos, planejam investir mais 6,9 bilhões de reais, ampliando o leque de empregos para o período, de 23 mil novos postos .

Os desafios são imensos no contraponto das perspectivas de desenvolvimento que se abrem para o Espírito Santo, sem favor a fronteira mais segura e viável em termos de aplicações no Brasil. Toda a infraestrutura do Estado, seus serviços essenciais , estão sendo definidos e acelerados para que suportem, no curso dos próximos 10 anos todas as exigências desta profunda modificação empresarial e industrial.

Num relance e apenas para dar uma imagem competitiva e real ao processo de afirmação do Estado, que planta-se sobre projeções nacionais com reconhecida liderança, é oportuno destacar algumas das mais recentes conquistas: a Vale do Rio Doce, por exemplo, acabou de assinar o maior contrato de longo prazo de sua história, com o Grupo Arcelor, para fornecer 20 milhões de toneladas anuais de minério de ferro até o ano de 2009. Ao lado deste contrato a CVRD já mantém firme contratos de fornecimento de minérios com a Companhia Siderúrgica de Tubarão e Acesita que cobrem os próximos 10 anos. Paralelamente a empresa também assinou contrato com o Grupo Corus, da Holanda, para o fornecimento de mais 10 milhões de toneladas anuais de minério, até 2014. São no seu conjunto a base segura que sustenta todo o processo de investimento da empresa.

Ganhou expressão a recente palestra feita pelo economista José Mendonça de Barros, ex-Diretor do Banco Central e um dos mais respeitados analistas econômicos do país, em Vitória, quando afirmou que a economia brasileira crescerá em 2004 impulsionada pelos segmentos do agro-negócio, dos minérios e metais e pelo petróleo e gás. Completou suas declarações, destacando que o Espírito Santo é o Estado do país que detém todos os três fatores já viabilizados e definidos.

Também já registramos – apesar de agora ter surgido uma dilatação no prazo de implantação da refinaria – que é tido como certa a associação de capitais soviéticos ou japoneses, ao lado da Petrobrás, visando a instalação da referida unidade no Espírito Santo.

A Diretoria da Petrobrás vem mantendo com os grupos ITERA e GASPROM, da Rússia, desde dezembro do ano passado avançados entendimentos sobre a refinaria. Da mesma forma o Governador Paulo Hartung anuncia que também grupos japoneses estariam interessados no projeto da refinaria. É uma corrida de gigantes, com investimentos básicos que devem superar, com o gasoduto programado, mais de 3,5 bilhões de dólares.

O agro-negócio em termos capixabas revela-se, também, um fator positivo de crescimento, com inúmeras oportunidades de parcerias, destacadamente nas áreas de sucos, borracha, cereais, alimentos orgânicos, pesca, móveis e fruticultura, com os novos pólos que estão sendo criados, revelando o setor um crescimento em 2003 da ordem de 74,5%, enquanto o país como um todo cresceu apenas 27%.

O Espírito Santo, portanto, está preparado para vencer o desafio da diversificação, garantindo, sem dúvida, a ampliação dos mercados internos.

J.C.Monjardim Cavalcanti (jcrepres@ebrnet.com.br)

 
3800
Loading. Please wait...

Fotos popular