Pravda.ru

Notícias » Brasil


Franceses foram matados para encobrir um desvio nas contas

28.02.2007 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Franceses foram matados para encobrir um desvio nas contas

O casal Christian Doupes e Delphine Douyere e Jérôme Faure, todos de nacionalidade francesa, foram matados no Rio para encobrir um desvio nas contas de uma organização não-govenamental, onde trabalhavam. A Polícia Civíl deteve ontem um funcionário da ONG Terr’Ativa, Társio Wilson Ramires, que funcionava no apartamento sob a direção dos três estrangeiros. Társio teria confessado que foi o mandante do crime. Ele teria pago R$ 2 mil a dois homens para matar as vítimas e encobrir um desvio nas contas da ONG que ultrapassaria R$ 80 mil.
 

De acordo com a Polícia Civil, Ramires, de 25 anos, entrou no prédio às 7h30 acompanhado de Luís Gonzaga Gonçalves de Oliveira, de 28, e José Maciel Gonçalves Cardoso, de 35, também detidos, que fingiam ser técnicos em informática.

O trio ficou no escritório da ONG à espera dos franceses, que também moravam no prédio. Faure foi o primeiro a chegar e a ser morto. Logo depois, o casal também chegou e foi morto, depois de tentar reagir. No momento do crime, os suspeitos usavam máscaras de carnaval para não serem reconhecidos e luvas cirúrgicas, ainda de acordo com a Polícia Civil.

Em depoimento, Ramires teria confessado ter contratado os outros dois suspeitos presos para “dar um susto” nos franceses e encobrir um desvio de dinheiro nas contas da ONG, porém negou que pretendesse matá-los.

Társio, José Michel e Luis Gonzaga vão responder por triplo homicídio qualificado com agravantes: motivo torpe, o crime foi de encomenda, com dificuldade de defesa das vítimas, crueldade e tentativa de ocultação de outro crime (desvio de dinheiro). Se condenados, eles podem pegar de 12 a 30 anos de prisão.

Entretanto os meios da informação da França e da Bélgica anunciaram ontem o triplo assassinato dos franseses no Brasil com destaque. Nos textos o Rio é descrito como “ uma das megalópoles mais perigosas do mundo.” O Figaro publica uma alerta do Ministério das Relações Exteriores da França sobre os perigos que os franceses podem enfrentar no Brasil. A Copacobana descreve-se como o lugar “ onde estão concentrados mais de 50% dos casos de furtos e roubos a mão armada reportados à polícia” .

 Fonte: Agências

 
2328
Loading. Please wait...

Fotos popular