Pravda.ru

Notícias » Brasil


Campanha pela Imediata Abertura dos Arquivos do Terror

27.10.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A divulgação recente, na imprensa nacional, das fotografias do jornalista Vladimir Herzog, assassinado pela ditadura militar, que foram retiradas dos arquivos do DOI-CODI de Brasília, segundo as declarações do ex-araponga do Serviço de Inteligência do Exército, cabo José Alves Firmino, confirmam a existência desses arquivos.

Apesar do Ministro da Defesa, Sr. José Viegas, continuar insistindo que "os registros oficiais sobre a Guerrilha do Araguaia foram destruídos na década de 80" e de "ser possível que nem todos os documentos do período tenham sido destruídos" conforme entrevista publicada no Jornal O Globo, em 21/10/04, os fatos comprovam a veracidade das nossas afirmações.

Consideramos inadmissível e inaceitável que, passados 40 anos do golpe militar, continue sendo negado aos cidadãos de nosso país o direito de conhecer e apurar todos os crimes praticados em nome da "segurança nacional" Diante desses fatos o Grupo Tortura Nunca Mais/RJ conclama todos os companheiros(as) para exigirem, imediatamente, das autoridades brasileiras: - a anulação do Decreto 4 553, de 27/10/02, que amplia os prazos de segredo de todas as categorias de documentos, permitindo que aqueles considerados ultra-secretos tenham sigilo eterno. - a abertura de TODOS os arquivos da repressão. Pela Vida, Pela Paz, Tortura Nunca Mais!

Rio de Janeiro, 21 de outubro de 2004 Grupo Tortura Nunca Mais/RJ

 
1452
Loading. Please wait...

Fotos popular