Pravda.ru

Notícias » Brasil


Deputado federal João Alfredo agora é PSOL!

25.09.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Descontente, há tempos, com os rumos que o PT vem tomando, ele decidiu romper com o partido e filiar-se ao PSOL . Na última quarta 21, Alfredo anunciou, do plenário da Câmara sua saída do PT e seu ingresso oficial, no dia 24, ao PSOL do Ceará.

Leia a carta de despedida de João Alfredo:

Brasília, 20 de setembro de 2005

Prezada companheira Ministra Marina Silva,

Prezada companheira Prefeita Luizianne Lins,

Prezado companheiro Deputado Henrique Fontana, líder do PT na Câmara dos Deputados

Prezados companheiros(as) parlamentares do Bloco de Esquerda do PT,

Prezado companheiro Professor Pinheiro, Presidente do PT de Fortaleza,

Prezados companheiros e companheiras militantes do PT e da esquerda social e partidária,

O objeto da presente carta, que é pública, mas dirigida especialmente aos companheiros e companheiras acima distinguidos(as), é explicar as razões de minha desfiliação do Partido dos Trabalhadores (PT), no dia de ontem, e o meu ingresso, no próximo sábado, dia 24, no Partido Socialismo e Liberdade (P-SOL). enho consciência da gravidade da decisão, que me custou momentos de angústia, não só nos últimos dias, mas, praticamente durante os quase três anos de governo Lula.

Devo dizer, porém, que estou, ainda que tomado por uma profunda tristeza, absolutamente tranqüilo e seguro da posição assumida. nenhum militante socialista - seja de que partido for - deve causar alegria a derrocada do Governo Lula e a tremenda crise que se abate sobre o PT, os quais, modestamente, ajudei a construir e consolidar durante quase 26 anos dos meus mais de 46 anos de vida, partido pelo qual me elegi três vezes deputado estadual, onde exerci, até ontem, o meu mandato federal, e pelo qual disputei o Governo do Ceará em 1990. Ainda em 1979, estudante da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará, onde militava no movimento estudantil, fui ganho pela proposta da construção de um partido que afirmava, à época, lutar, a um só tempo, contra a opressão da ditadura militar e a exploração do sistema capitalista.

Um partido que já nascia rompendo com a tradição stalinista do Leste Europeu e do chamado "socialismo real" e propunha a construção, em nosso país, do socialismo com democracia. Fui o filiado número 4 da primeira zona eleitoral de Fortaleza e integrei o primeiro Diretório Estadual, ainda como suplente. De lá para cá, por mais de uma vez participei do Diretório Nacional e presidi o Partido no meu Estado, de 1987 a 1990. Não foi fácil, portanto, a minha decisão.

Contudo, foi fruto de uma avaliação crítica acerca do Partido e do Governo Lula. A crise do PT não é uma crise de sua origem, mas, fundamentalmente, de seu destino. O seu surgimento, em 1979/80, no bojo do ascenso do movimento de massas, caudatário que foi das greves operárias do ABC paulista, empolgou militantes das comunidades de base e das pastorais sociais, intelectuais, estudantes, camponeses e organizações que enfrentaram a ditadura militar. Foi uma das mais belas páginas da história do país, fazendo com que, nesse último quartel de século, o PT sempre estivesse presente nas principais lutas democráticas e populares no Brasil, além da realização de experiências importantes no âmbito administrativo, como o orçamento participativo.

P-SOL

 
3416
Loading. Please wait...

Fotos popular