Pravda.ru

Notícias » Brasil


A Voz da Oposição

21.01.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A denúncia é da presidente da Comissão de Assuntos Sociais, senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO). "Além de não estabelecer parâmetros para a continuidade das atividades do Peti, o governo praticamente leva o programa à extinção. São apenas R$ 369,5 milhões para os próximos quatro anos, um valor ridículo", disse Lúcia Vânia.

ATRASOS - Em 2002, o orçamento do Peti era de aproximadamente R$ 500 milhões. Para este ano, o valor foi drasticamente reduzido para cerca de R$ 100 milhões. A senadora lembrou dos atrasos "sistemáticos" dos repasses em todo o ano passado o que, segundo o IBGE, provocou o aumento de 50% nos índices de trabalho infantil em 2003. "Dói na alma ver um trabalho de anos ser desmantelado pela incapacidade de gestão e divergências políticas miúdas", avaliou.

Lúcia Vânia afirmou que "a grande esperança" de que o governo petista daria prioridade às crianças na escola ficou frustrada diante do fato de o Peti ter atendido em 2003 apenas 866 mil menores , o mesmo número de bolsas de 2002. Segundo a senadora, a gestão petista desconsiderou o crescimento populacional, o aumento do desemprego e a queda da renda do trabalhador. "Com isso, muitas famílias colocaram os filhos no mercado de trabalho", constatou.

2003 foi um ano perdido para o Brasil

O líder do PSDB na Câmara, deputado Jutahy Junior (BA), ocupou ontem a tribuna da Casa para criticar o desempenho do governo Lula nos seus primeiros 12 meses e expressar expectativas para o ano que se inicia. "Esperamos que 2004 seja marcado pela esperança e pelo desenvolvimento, uma vez que o aumento do desemprego, o crescimento zero na economia e a queda na renda do trabalhador fizeram de 2003 um ano perdido", avaliou o líder.

CLIENTELISMO - Segundo Jutahy, até o momento o governo petista foi caracterizado por muitas promessas não cumpridas e pela absoluta falta de um projeto de país. "O que tivemos foi apenas um projeto de poder, com uma política de alianças que transformou o governo em uma colcha de retalhos", avaliou.

O líder também afirmou que a reforma ministerial já anunciada é outro sinal do fisiologismo do governo petista. "Em vez de uma substituição de ministros baseada em critérios de avaliação, presenciamos o clientelismo e a troca de favores, de cargos e de benesses que de forma explícita estão presentes nessa reforma", ressaltou.

Dimas critica convocação do Congresso Nacional

O deputado Ronaldo Dimas (PSDB-TO) criticou ontem no plenário a convocação extraordinária do Congresso Nacional proposta pelo governo Lula. Segundo ele, nenhuma matéria em tramitação na Casa tem relevância e urgência necessárias para justificar o chamado do Executivo. "Esperava uma atitude mais proveitosa do governo em relação a esses recursos que chegarão a R$ 53 milhões. Eles poderiam ser usados pelo Planalto para incluir 100 mil famílias no programa Fome Zero", comparou o tucano.

Compra de Airbus reforça incoerência petista

O deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) definiu a compra de um novo avião para as viagens internacionais do presidente Lula como "uma grande ironia". "Quando o governo Fernando Henrique considerou a possibilidade de adquirir uma aeronave mais moderna para substituir o Sucatão foi atacado justamente pelos que hoje querem gastar R$ 160 milhões para comprar um Airbus para o Palácio do Planalto apenas um ano após chegarem ao poder", afirmou o tucano.

ENTREGUISTAS - "Não critico a decisão em si, pois a Presidência realmente precisa de segurança em seus deslocamentos. No entanto, o episódio revela mais uma das fraudes do governo petista, que novamente faz o que sempre condenou", disse Hauly. O deputado também estranhou o fato de uma empresa estrangeira ter sido escolhida.

Segundo ele, a Embraer poderia fornecer um avião que perfeitamente atendesse às necessidades do Palácio do Planalto. "Isso mostra como o governo petista é entreguista, beneficiando empresas de fora em detrimento das nacionais", destacou.

A aquisição do novo Airbus da Presidência que, de acordo com a imprensa será equipado inclusive com sauna, comprova o que Hauly chama de "deslumbramento do presidente Lula". "Infelizmente, ele está entregue ao luxo, à gula e às demais delícias do poder", criticou o deputado.

Fogo Amigo

"Não vejo qualquer motivo para que o Congresso seja convocado neste período. Lamentavalmente, o Executivo curvou-se a uma exigência do Senado. Dificilmente conseguiremos votar matéria de relevância ou de interesse nesses dias".

- Deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ), criticando a decisão do presidente Lula de convocar o Congresso. Outros petistas ocuparam a tribuna da Câmara ontem para reclamar da atitude do Planalto.

PSDB

 
4863
Loading. Please wait...

Fotos popular