Pravda.ru

Notícias » Brasil


Lula: Não há quem esteja mais otimista com o Brasil

19.01.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reiterou, na semana passada, que o primeiro ano de mandato foi o momento de "arrumar a casa" e que, para tanto, foram necessários sacrifícios para que o país, a partir de agora, possa voltar a crescer.

"Eu tomei posse falando que estava otimista e, depois de um ano, depois de todas as dificuldades, duvido que exista na face da terra uma pessoa mais otimista do que eu com o futuro do Brasil", afirmou, segundo informações da Agência Brasil.

A afirmação foi feita durante solenidade de inauguração da Usina Hidrelétrica Padre Carlos, em Poços de Caldas (MG). A usina foi construída na Foz do Rio Lambari, na zona rural de Poços de Caldas, com investimentos de R$ 15 milhões. Com a nova usina, Poços de Caldas se torna praticamente auto-suficiente no abastecimento energético. A hidrelétrica tem três geradores, com potência total de 7.800 KW.

Lula ressaltou que, em seu governo, não há distinção entre governadores e prefeitos pelo partido político a que pertençam. Ele lembrou que, antes de enviar as reformas tributária e da Previdência ao Congresso Nacional, conversou com todos os 27 governadores do país.

"Eu acho que, com a reforma tributária, os municípios, os Estados, a União e o povo ganharão mais, porque a carga tributária será menor. Quanto mais pessoas pagarem, mais poderemos reduzir a carga tributária", disse.

Setor elétrico

Durante a solenidade, o presidente ressaltou que o governo irá investir em infra-estrutura e, principalmente, no setor elétrico para garantir a retomada do crescimento econômico. "Queremos dizer aos investidores que não temos medo do crescimento econômico porque temos mão-de-obra qualificada e energia de sobra", afirmou.

De acordo com o presidente, o novo modelo energético nacional estabelece que as obras devem ser feitas com avaliação prévia do impacto ambiental. Isso impede que usinas já construídas fiquem paralisadas por danos causados ao meio ambiente. "Se depender desse novo modelo, nós nunca mais teremos apagão no país", disse Lula.

Triplo crescimento

Lula disse na inauguração da nova unidade de fundição da indústria de base da Dedini, em Piracicaba (SP), que a economia brasileira está preparada para crescer três vezes mais do que no ano passado.

A Agência Brasil informou que, segundo o presidente, o governo fará tudo o que estiver ao seu alcance para financiar a criação de novas indústrias e postos de trabalho. De acordo com Lula, o governo está construindo a estabilidade econômica sem nenhum plano mirabolante.

O presidente ressaltou que o governo tem o compromisso de tratar a economia brasileira como um trabalhador sério trata o seu salário. "Não tem invenções, não tem plano mirabolante. Tem política de relação de fidelidade, de sinceridade e de credibilidade. Ninguém vai ser pego de surpresa com uma medida anunciada no jornal da meia-noite ou nos primeiros matutinos", garantiu.

O presidente Lula disse, ainda, que o governo trabalha com a expectativa de a Rússia assinar o Protocolo de Kioto (instrumento diplomático que visa a implementar a Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas.

O objetivo é que os países industrializados reduzam as emissões de gases que causam o efeito estufa em aproximadamente 5% abaixo dos níveis registrados em 1990) e, pois, o país terá que adicionar metanol na gasolina. Lula ressaltou que não há país mais preparado que o Brasil para suprir parte dessa necessidade que irá surgir.

Lula encerra o dia em solenidade na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), onde participa do lançamento do Pólo de Biocombustíveis Brasil. Por fim, o presidente segue São Bernardo do Campo (Grande ABC).

PT

 
3859
Loading. Please wait...

Fotos popular