Pravda.ru

Notícias » Brasil


Genoino: gestão da economia organiza o país

18.05.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Em entrevista ao Portal do PT, Genoino diz que, por outro lado, existem pontos da agenda nacional que podem ser tratados de forma suprapartidária como o projeto da PPP (Parceria Público-Privada), da reforma do Judiciário e da reforma política. Para o dirigente petista, um ambiente de tranqüilidade no funcionamento das instituições contribui para diminuir a vulnerabilidade do país. Veja abaixo a íntegra da entrevista.

O país precisa se unir para enfrentar as turbulências da economia internacional?

José Genoino – Desde quando assumiu o governo, o presidente Lula tem tido a preocupação política de que certos temas merecem um tratamento acima das disputas eleitorais. Foi o caso da reforma da Previdência e da reforma tributária, por exemplo. Existem certos temas que podem ser tratados com todos os partidos, com todas as forças políticas e econômicas, que dizem respeito a uma ajuda suprapartidária. Por outro lado, o país está bem organizado para suportar a turbulência internacional. Ninguém aposta no pior, a não ser setores isolados da oposição. O PT, quando estava na oposição, em alguns momentos teve essa percepção, tanto que na discussão do salário mínimo, no primeiro mandato do presidente FHC, quando das crises do México e da Rússia, o PT não radicalizou. Entendo que certos pontos da agenda nacional podem ser tratados sem ser uma guerra. É o caso do projeto da PPP; da reforma do Judiciário; da reforma política, que é fundamental para o país e o PT vai continuar insistindo nesse tema para 2006; também se aplica no caso do marco regulatório das agências e da lei de falências. São temas que podem ser tratados suprapartidariamente. A gente deve dar esse tom nas negociações no Senado e na Câmara. Não é nem o oito e nem o oitenta. É preciso construir uma agenda do país que possa ser tratada sem o viés de oposição e situação. Acho que a situação do país está bem organizada. O importante é construir um ambiente de tranqüilidade e estabilidade no funcionamento das instituições públicas. Isso certamente contribui para diminuir a vulnerabilidade do país.

O preço do petróleo e o dólar ameaçam a estabilidade?

José Genoino – O Brasil fez muito em uma gestão séria da economia, que agora nos protege bastante. Por outro lado, tudo tem reflexos, até porque estamos em um mundo globalizado. Mas o país está melhor do que no passado. Esse é o sentido do trabalho do ministro Palocci na gestão da economia, que só agora passa a ser mais bem compreendido.

A política econômica do governo vai ajudar o PT na campanha eleitoral?

José Genoino - Claro. Entendo que sim porque é uma política séria e que começa a dar resultados. Estão aí os indicadores. O mesmo também vai acontecer em relação à política social, à política externa, em relação aos investimentos reorientados dos bancos públicos. O governo Lula vai nos ajudar na campanha eleitoral. Disputar eleição sendo governo federal é bom para o PT. Cada candidato do PT deve assumir a defesa do governo Lula porque isso lhe renderá votos.

O PSDB fala em federalizar a campanha eleitoral este ano. Isso preocupa o PT?

José Genoino – Isso não preocupa porque o PT vai fazer uma campanha defendendo seu projeto de cidade e, ao mesmo tempo, vai defender o governo federal. O PSDB demonstra um certo desespero, uma certa agonia com a eleição de 2004. Eles estão querendo ir para o tudo ou nada. Podem ficar com o nada, principalmente em São Paulo.

Partido dos Trabalhadores

 
3673
Loading. Please wait...

Fotos popular