Pravda.ru

Notícias » Brasil


Brasil se mobiliza contra corrupção

16.08.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Milhares de estudantes, entre secundaristas e universitários, protestaram, na última quinta-feira 11, em Porto Alegre, contra a bandalheira da corrupção que assola o Brasil da era Lula, mas que há muito, mas muito tempo mesmo, vem corroendo as instituições da República.

Afinal, todos sabemos que não foi o PT que inventou a corrupção, o agravante, porém, neste caso, foi sua desmedida ampliação no país sob a presidência do Lula, e que só agora, após as denúncias dos Correios e do 'mensalão', apareceu, em extensão e profundidade, com toda sua horrenda nitidez.

A manifestação de Porto Alegre foi também passo importante na luta maior contra o plano neoliberal herdado de Fernado Henrique e aprofundado pela equipe econômica de Lula, sob as ordens do FMI. Este ato é fruto de uma política de mobilização que o PSOL vem construindo no Rio Grande do Sul e no Brasil e atende aos encaminhamentos deliberados no encontro da Direção Nacional do PSOL, realizada em 26 de junho, no Rio de Janeiro.

O ato foi promovido por diversas entidades estudantis, entre elas o DCE da URGS e Grêmios de vários colégios da capital. Os dirigentes estudantis do PSOL estavam na vanguarda da organização da manifestação, dando corpo à principal política do Partido, no momento, que é de impulsionar um processo de mobilização nacional com o objetivo de buscar uma saída de caráter popular, de acordo com os interesses e as exigências da maioria do povo brasileiro. "Apenas o povo nas ruas pode apresentar saída para a crise ", afirmou o presidente do PSOL-RS, Roberto Robaina.

Esta foi a primeira grande manifestação estudantil contra um presidente desde a queda de Collor. Os estudantes levavam no rosto a palavra Lulla, pintada com dois "L", numa alusão a Collor. As palavras- de-ordem mais repetidas eram:"Lula, cadê você? Marcos Valério é o teu PC!, "Não tem dinheiro para a educação, mas tem dinheiro para o mensalão", "Sou Conlute, sou radical, não sou capacho do governo federal!". Os pedidos de "cadeia para os corruptos" ganharam aplausos de moradores dos prédios, que assistiam a passeata pelas janelas.

Também em Fortaleza, mais de mil pessoas, participaram, na última sexta-feira 5, de um ato em protesto contra a corrupção no centro da cidade. Os manifestantes colocaram narizes de palhaço e cuecas gigantes e não pouparam o presidente Luiz Inácio Lula da Silva nos refrões cantados por todos. Lula também foi bastante atacado nos discursos feitos pelas lideranças do movimento. A manifestação foi organizado pelo PSOL, PDT, PV e PPS, entidades estudantis e ONGs.

Segundo dirigentes do PSOL, o próximo passo na organização e mobilização popular para enfrentar tamanha crise, é a MARCHA NACIONAL CONTRA A CORRUPÇÃO E A POLÍTICA ECONÔMICA DO GOVERNO LULA/FMI, programada para o dia 17 de agosto, quarta-feira, em Brasília. Partidos políticos e entidades como PSOL, PSTU, PCB, ANDES/SN, ADUnB, MTL, Conlutas, entre outros, estão na organização do ato. Delegações de todo país virão para a Marcha, que deverá marcar o início de um processo nacional de mobilização social capaz de começar a mudar tudo isso que está aí. A participação da população brasileira exigindo nas ruas, não só a apuração rigorosa das denúncias de corrupção, mas também o fim das reformas neoliberais e da política econômica do Governo e o atendimento das reivindicações dos trabalhadores, é imprescindível para que o desfecho da crise não seja mais uma vez aquela pizza, preparada pelos donos do dinheiro e do poder, que os pobres têm sempre que engolir.

 
3611
Loading. Please wait...

Fotos popular