Pravda.ru

Notícias » Brasil


PSOL quer chegar a meio milhão de assinaturas para o registro definitivo

15.12.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Até o momento, 450 mil pessoas já assinaram as fichas de apoio à criação da legenda. O resultado foi anunciado na terça-feira (14) em entrevista coletiva com os parlamentares que há exatamente um ano foram expulsos do PT. Além dos deputados Babá, Luciana Genro e João Fontes e da senadora Heloísa Helena, estavam presentes integrantes da executiva nacional do PSOL.

“Estamos felizes com a generosidade do povo brasileiro e com o espírito aguerrido daqueles que trabalharam na coleta das assinaturas. Foram muitos os corações generosos e valentes que nos ajudaram na criação desse novo abrigo para esquerda socialista brasileira”, destacou a senadora Heloisa Helena. Ela explicou que a campanha continua até janeiro, quando está previsto um novo encontro do PSOL, durante o Fórum Social Mundial, em Porto Alegre. “Nossa meta, agora é chegar a meio milhão de assinaturas”.

Segundo a deputada federal Luciana Genro, em 2005, a prioridade do PSOL é debater com os militantes do PSOL e outros lutadores socialistas que ainda não estão no partido. “Acreditamos que é possível construir uma alternativa para nosso país, um programa de emergência para tirar o apís da crise, suspendendxo o pagamento de juros da dívida e usando o superávit primário em benefício do povo”. Para isso, no ano que vem estão programadas plenárias em todos o país.

O deputado Babá lembrou que uma alternativa se constrói, também, com nomes. “Como queremos construir uma alternativa política, estamos colocando o nome da companheira Heloisa Helena como candidata à presidência”. Na última pesquisa divulgada pelo Ibope, a senadora apareceu com 3% das intenções de voto, mesmo índice que o presidente da Venezuela Hugo Chávez tinha quando começou sua campanha.

A senadora Heloisa Helena explicou que o próximo passo para a legalização do partido é o reconhecimento no cartório eleitoral dos títulos de eleitores apresentados. Além da legalização do partido, outra preocupação imediata é o debate sobre o salário mínimo. “É inaceitável que Lula não cumpra seu compromisso de campanha de dobrar o poder de compra do salário mínimo”, afirmou Luciana Genro. “Hoje, esse valor chegaria a R$ 350,00. Vamos apresentar uma emenda para que o salário mínimo vá para R$ 400,00, um valor ainda baixo, mas que cumpre o compromisso de campanha de Lula e inicia uma recuperação mínima”.

Luciana GENRO

 
2492
Loading. Please wait...

Fotos popular