Pravda.ru

Notícias » Brasil


Boletim política do PSDB

15.04.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado vota amanhã requerimento do líder do PSDB na Casa, Arthur Virgílio (AM), que convoca o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, para explicar suas declarações sobre uma suposta conspiração contra o governo Lula.

ARRANHÃO -"A denúncia de conspiração para derrubar o governo Lula é extremamente grave por atentar contra a estabilidade das instituições democráticas. Queremos que o ministro esclareça os indícios e outras provas que justifiquem a denúncia sobre uma possível conspiração. Além disso, queremos saber quais as providências adotadas pelo Planalto para apurar os fatos e punir os responsáveis", afirmou o líder do PSDB no Senado.

Pesquisa divulgada semana passada confirmou que o escândalo Waldomiro Diniz - aliado aos arrochos social e tributário promovidos pelo Planalto - arranhou a imagem do governo. Em comparação com a pesquisa realizada há duas semanas, todos os indicadores de avaliação do governo Lula sofreram queda. Para 52% dos entrevistados pelo Ibope, o país está no rumo errado.

Já na pesquisa anterior, o percentual era de 46%. A confiança no presidente também caiu. Passou de 60% para 53%. O percentual dos que aprovam a gestão petista caiu de 54% para 51%. Também houve aumento na rejeição ao governo: subiu de 39% para 42% o índice dos que desaprovam o desempenho do Planalto. A pesquisa revelou ainda queda no percentual dos brasileiros que acham o governo ótimo ou bom (de 34% para 28%).

Queda nas pesquisas é reflexo da falta de governo

O primeiro vice-líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), afirmou que a queda na popularidade do presidente Lula mostra a insatisfação dos brasileiros diante de um governo que não tem "autoridade e moral". "A autoridade está extremamente comprometida na medida em que alguns segmentos promovem baderna e não são impedidos. O MST foi instrumentalizado pelo PT e agora age sem respeitar a lei. O povo percebeu que falta moral e autoridade ao governo." Já o senador Leonel Pavan (SC) disse que as mentiras de Lula frustraram a população. "No lugar do espetáculo do crescimento, temos o espetáculo da fome, da corrupção e dos impostos."

Antero: Lula desmoralizou Renan e Paim ao não cumprir acordo

O senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT) disse que "já esperava que o governo faltasse com a palavra" em relação à PEC Paralela da Previdência. "Eles vêm procedendo assim em todos os acordos fechados no Senado", completou.

ERRO - "O parecer do relator José Pimentel (PT-CE), na Câmara, mudou alguns aspectos da PEC Paralela. Isso é a prova de que a palavra do governo não vale nada no Congresso", destacou Antero. O tucano afirmou que, para opinião pública, a atitude do Planalto passa a impressão de que existem duas "bases aliadas" agindo no Legislativo. "Ninguém entende nada. A base do Planalto na Câmara não honra o acordo fechado pelos próprios governistas no Senado e desrespeita, assim, qualquer acordo. Este governo é um erro de português: o governo não 'é'; o governo 'são'. Há um para o Senado e outro para a Câmara", declarou.

Ele lembrou que a votação da PEC Paralela era a razão da convocação extraordinária do Congresso no início do ano. Além disso, muitos senadores da base aliada votaram a reforma "acreditando na palavra do presidente". "O senador Paulo Paim (PT-RS) e o líder do PMDB, senador Renan Calheiros(AL),estão desmora-lizados agora com a falta de palavra de Lula. Ninguém levará mais nenhum compromisso do governo em consideração", concluiu.

PSDB

 
3655
Loading. Please wait...

Fotos popular