Pravda.ru

Notícias » Brasil


Família teria pago R$ 10 mil aos seqüestradores de juiz Paulo Zacarias

14.03.2007 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O juiz Paulo Zacarias, de 52 anos, presidente da Associação Alagoana de Magistrados (Almagis), seqüestrado no domingo (12) e libertado hoje, já está com a família. O magistrado foi seqüestrado quando saía de uma igreja batista no bairro de Pinheiros, em Maceió, informa agência Estado.

Zacarias foi deixado pelos seqüestradores na cidade de Satuba, onde pegou uma van, que atua no transporte alternativo de passageiros, e foi direto para casa, em Maceió. O juiz já foi ouvido pelo delegado Laurentino Veiga, diretor do Tático Integrado de Resgates Especiais da Polícia Civil (Tigre).


Segundo o delegado, um grande efetivo policial segue em diligência para descobrir o cativeiro do magistrado e capturar os seqüestradores. Na madrugada de segunda, a polícia localizou, em Coqueiro Seco, na grande Maceió, o Corolla preto de placa MVJ 0646-AL, de propriedade do juiz, totalmente carbonizado.

 A família informou que, durante o seqüestro, o juiz foi mantido em uma casa próxima a um canavial junto com seis criminosos. Ele passa bem, mas não quis dar entrevistas

A família também havia pedido à cúpula da segurança pública do Estado que se afastasse do caso. Por isso, não há confirmação se foi pago resgate. Segundo a vice-presidente da Almagis, a juíza Nelma Padilha, a família teria pago R$ 10 mil aos seqüestradores. "Eles pediram mais, mas se contentaram com R$ 10 mil", afirmou.

A pedido do governador Teotônio Vilela Filho (PSDB), o seqüestro de Paulo Zacarias será investigado com a ajuda da Polícia Federal. O secretário estadual de Defesa Social, general da reserva Edson Sá Rocha, disse que a cúpula da segurança pública de Alagoas não descarta nenhuma linha de investigação sobre o caso.

 
1782
Loading. Please wait...

Fotos popular