Pravda.ru

Notícias » Brasil


Universidade para Todos

14.01.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Na segunda edição do Programa Universidade para Todos (ProUni), o Ministério da Educação recebeu a inscrição de 797.840 estudantes, um crescimento de mais de 130% em relação 2005. Segundo o ministro interino da Educação, Jairo Jorge da Silva, o número "superou a expectativa do governo o que mostra a força do programa e uma demanda social real de jovens que buscam a democratização do acesso às universidades". O ProUni consiste na concessão de bolsas de estudo integrais e parciais em instituições de ensino superior particulares para estudantes de baixa renda.

Das 91.100 (63.027 integrais e 28.073 parciais) bolsas oferecidas neste primeiro semestre, 94,4% ou 86 mil já foram preenchidas, o que mostra a evolução do programa. Na primeira fase do ProUni do ano passado 42% das vagas não foram preenchidas.

Conforme Jairo Jorge, a melhoria das médias do Enem e um maior conhecimento do sistema do ProUni pelos estudantes ocasionou a queda no número de vagas remanescentes em 2006. De acordo com MEC, o programa reflete a política de governo adotada para se alcançar o quantitativo de 700 mil vagas gratuitas no ensino superior (dentre bolsas do ProUni e novas vagas em universidades públicas).

No caso do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) realizado no ano passado, houve um incremento de 10% na média dos alunos de escolas públicas chegando a 67 pontos. Esse crescimento permitiu que um maior número de estudantes pudesse disputar as vagas do ProUni que exige como pré-requisito nota mínima de 45 pontos no Enem. A quantidade de alunos que fizeram o exame também aumentou: 2,2 milhões, mais do que o dobro da prova realizada em 2004.

Dos 20 primeiros colocados na pré-seleção do ProUni, 14 preencheram vagas de Medicina, dois de Ciências da Computação, um de Engenharia Elétrica, um de Direito, um de Biologia e um de Química. Dentre eles está Ana Carolina Gaudard e Silva, 18 anos, primeira colocada no Enem com nota 97,6. Ana Carolina, que mora em Campos de Goitacazes (RJ), obteve vaga na Faculdade de Medicina de Petrópolis. "Esta é a única chance que tenho de cursar Medicina em uma faculdade particular onde a mensalidade chega a custar R$ 2 mil", diz a estudante que tem renda familiar média de R$ 1,2 mil.

Já Lucas Figueiredo Gonçalves, 18 anos, quarto lugar no Enem, conseguiu bolsa para o curso de Ciências da Computação na Pontifícia Universidade Católica de Belo Horizonte. Lucas, que tem outros dois irmãos mais velhos, um deles também tentando bolsa pelo ProUni, conta que esta é uma ótima oportunidade de acesso ao ensino superior. O estudante também enfatiza a gratificação dos seus pais que somente cursaram até a quarta série do ensino fundamental.

Cronograma

Os interessados nas 5,1 mil vagas remanescentes têm até 14 de janeiro para se inscrever no programa.

Poderão concorrer aqueles que fizeram o Enem e obtiveram no mínimo 45 pontos, que tem renda familiar por pessoa de até R$ 450 para bolsa integral e R$ 900 para a parcial e estudaram em escola pública ou na rede privada com bolsa integral. Os estudantes podem escolher até cinco cursos, mas devem observar no site do Ministério da Educação as vagas ainda disponíveis.

No caso dos já pré-selecionados (com base na nota do Enem) haverá prazo até 3 de fevereiro para comprovação dos dados de renda e escolaridade na instituição onde obteve a vaga.

Dia 16 de janeiro sai o resultado dos pré-classificados nas vagas remanescentes que também terão o prazo até 3 de fevereiro para comprovação dos dados.

Subsecretaria de Comunicação Institucional da Secretaria-Geral da Presidência da República

 
3752
Loading. Please wait...

Fotos popular