Pravda.ru

Notícias » Brasil


Ministros na zona de rebaixamento

13.10.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O governo Lula parece o Campeonato Brasileiro de Futebol; tem sempre dois ou três ministros na zona de rabaixamento a cada semana. Agora, por exemplo, dois deles estão na berlinda, lutando por um empate para ganhar pelo menos um pontinho. Roberto Rodrigues, da Agricultura, pelas suas gafes com relação à ALCA e Benedita da Silva, que foi rezar em Buenos Aires. E olha que a oração não foi pela recuperação do Grêmio.

Mas outros ministros já estiveram nessa mesma posição de sufoco, e vez por outra sinalizam que querem voltar. Humberto Costa, da Saúde; Cristovam Buarque, da Educação; Miro Texeira, da Comunicação; e Marina Silva, do Meio Ambiente também já andaram ali pelas imediações da segundona.

Zona do rebaixamento-2

O ministro Palocci, da Fazenda, até agora o que pode ser considerado o Cruzeiro do Campeonato de Lula, não agradou, confundiu e irritou os senadores no depoimento que fez a CCJ, no Senado. Palocci deixou claro que o governo não garante nada quanto a contenção da carga tributária, o que projeta para o ano de 2004 mais drama e sofrimento para o comércio, empresários e consumidores. Calmo e tranqüilo quando interrogado pelos petistas, Palocci se enrolou todo quando questionado pelos senadores do PFL e do PSDB. Os senadores, por sua vez, deixaram a reunião convictos de que, se a reforma tributária for a votação ainda este ano não será uma reforma. Será um remendo. Mas Palocci tem vaga garantida na primeira divisão.

Itamaraty assume dívidas, Benedita diz que não paga

O governo Lula amanheceu meio triste. Logo de manhã ficou sabendo que o Prêmio Nobel da Paz não seria de Lula. Tinha gente acreditando que seria. Ainda de manhã, o governo ficou mais triste, e decepcionado. As manchetes dos jornais registram as notícias negativas de sempre. Destaque para as afirmações da ministra Benedita da Silva, que mesmo sendo aconselhada pelo governo a devolver o dinheiro que gastou rezando em Buenos Aires ela insiste em afirmar que viajou a trabalho, e não devolve o dinheiro. Mas chocante mesmo é ver a penúria dos funcionários das Embaixadas do Brasil no exterior, mendigando dinheiro para pagar dívidas. Segundo o ministro Mantega - outro que vive correndo atrás dos três pontos na tabela - o governo sabe que o Ministério das Relações Exteriores está afogado em dívidas, mas não vê como solucionar o problema para os próximos dias.

E vejam a ironia; o Itamaraty ainda não pagou a viagem de Lula ao Paraguai . Ficar devendo alguma coisa ao Paraguai, meus amigos, é dose. E muita incompetência.

PSDB

 
2632
Loading. Please wait...

Fotos popular