Pravda.ru

Notícias » Brasil


Visitas de chefes de estado trazem novas oportunidades de negócios

12.12.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Rússia, Canadá, China, Vietnã, Coréia do Sul, Marrocos e Paquistão fecharam uma série acordos com o Governo brasileiro nas áreas de comércio, turismo, diplomacia, erradicação da fome, combate ao tráfico de drogas, cultura, esporte, ciência e tecnologia, clima, etc. Os presidentes da Rússia e do Paquistão estiveram no nosso País pela primeira vez.

As visitas representam um incremento nas relações entre o Brasil e as demais nações, o que pode significar, entre outros, o aumento do comércio bilateral, com evidentes benefícios para a indústria brasileira, a geração de emprego e renda e o aumento dos investimentos no país. O interesse dos países visitantes em ampliar o comércio com o Brasil foi demonstrado pela presença maciça de empresários nas delegações estrangeiras.

As relações comerciais com a China e a Coréia, nações que vêm demonstrando altas taxas de crescimento econômico (em torno de 7% ao ano), abrem caminhos para novas possibilidades de negócios com a Ásia. A crescente aproximação com países árabes, inclusive com a realização, em 2005, da primeira Cúpula América do Sul-Países Árabes, também é importante, pois aquela região dispõe de volumosos recursos para investimentos diretos, em particular depois da alta do petróleo ocorrida em 2004.

"Tanto as viagens do Presidente Lula ao exterior como as visitas de chefes de estado ao Brasil têm tido efeitos práticos. Um exemplo é o aumento acima da média das exportações brasileiras para os países do Oriente Médio. E ainda há muita oportunidade de investimento e cooperação técnica", avalia o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. O ministro refere-se à viagem do presidente Lula a Síria, Líbano, Líbia, Emirados Árabes e Egito, no final do ano passado.

O estreitamento das relações com essas nações também pode vir a ter reflexos sobre questões de interesse do País. Um exemplo é a promessa de apoio da China à aspiração do Brasil por um assento permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU). O Conselho tem como principal função a manutenção da paz e da segurança internacionais. A China é um dos cinco membros permanentes do órgão da ONU, que possui 15 integrantes no total.

Secretaria de Comunicação de Governo e Gestão Estratégica da Presidência da República

 
2339
Loading. Please wait...

Fotos popular