Pravda.ru

Notícias » Brasil


BOLETIM ELETRONICO DO DEPUTADO BABÁ

11.12.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

1. Expulsão do PT dos parlamentares que votaram contra a Reforma da Previdência 2. Em Defesa da Universidade Pública, Gratuita e de Qualidade Companheiras e companheiros:

A reunião do Diretório Nacional do PT que expulsará os parlamentares Heloísa Helena, Babá, Luciana Genro e João Fontes, foi transferida para Brasília.

Ela será realizada no Blue Park Hotel, sito SHTN, Trecho 1 Conjunto 1B, Bloco C.

No domingo, está programado: às 9:00 h os Recursos de decisões de Comissão de Ética.

Às 10:30 o processo disciplinar "João Fontes"(que não passou pela Comissão de Ética). Às 12:00 h o processo Disciplinar "Heloísa Helena - Luciana Genro e Babá".

Frente a esta mudança, estamos preparando nossa mobilização de apoio e solidariedade aos companheiros, com dificuldades visto que o local é afastado e de difícil acesso para quem não tem carro, assim como por termos que organizar uma resposta de última hora, quando em São Paulo já estava montado um operativo com ônibus desde diversos pontos da cidade e até desde cidades do interior do Estado.

Frente a esta situação, temos marcado um encontro de dirigentes, que acompanharão dia domingo a chegada no hotel dos companheiros Babá, Luciana e João Fontes. Será às 8:30 h no Espaço do Servidor, na Esplanada dos Ministérios, frente ao Ministério da Agricultura, desde onde sairão junto aos parlamentares, até o Hotel.

Também, convocamos todos aqueles companheiros/as que queiram nos acompanhar, a nos encontrarmos às 13:30 também no espaço do servidor, para irmos até a entrada do Hotel para expressar nosso repúdio e receber os companheiros uma vez finalizado o processo inquisitório de expulsão. E convocamos especialmente os companheiros que tenham carro, para colocá-lo à disposição daqueles que não têm.

2) Pequeno Expediente de 10/09/2003 - Em Defesa da Universidade Pública, Gratuita e de Qualidade.

Senhor Presidente, companheiros trabalhadores:

Venho trazer uma grave denúncia dos professoras universitário, e fazer um chamado em defesa da universidade pública, gratuita e de qualidade. Foi o Ministro da Casa Civil, José Dirceu, quem já na semana passada ameaçou toda a comunidade universitária, afirmando que o governo Lula vai realizar uma reforma nas universidades nos moldes da Reforma da Previdência, e que "o pau vai comer".

Frente a iminência desta reforma universitária (de acordo com o site do ANDES-SN) sem a participação da comunidade universitária, o ANDES-SN realizou, ontem, durante a abertura do último dia do "Seminário Internacional Universidade XXI - Novos Caminhos para a Educação Superior: o futuro em debate" promovido pelo MEC, uma manifestação de protesto. Entregou a todos os presentes a proposta do ANDES para a universidade brasileira, e fixou no local do evento faixas com os dizeres:

"Fora FMI! Fora Banco Mundial! "Essa reforma não queremos", "Autonomia sem verbas públicas é privatização", "Abaixo a comissão Interministerial do Governo Lula: reforma universitária com ampla participação"

O ato foi uma demonstração da indignação da categoria diante do quadro que se configura a partir do momento que o Ministério da Educação convida entidades cuja atuação não pode ser reputada como exemplo de defesa da universidade pública, como o Observatório de Reformas Universitárias (ORUS), a Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI), Organização dos Estados Americanos (OEA), o Conselho Britânico, a Universidade das Nações Unidas (UNU) e o Banco Mundial para sentar à mesma mesa, discutir a reforma universitária no país, sem possibilidade de amplo debate e estabelecer um falso consenso a partir de acordos de cúpula e de burocratas.

Foi entregue pessoalmente ao ministro da Educação, Cristovam Buarque, o Caderno 2 do ANDES-SN - que contém propostas que envolvem autonomia, avaliação, financiamento e carreira.

Durante o discurso do ministro no encerramento do Seminário, a faixa com os dizeres "Abaixo o Grupo Interministerial do Governo Lula: por uma reforma universitária com ampla participação" circulou no auditório, sendo muito aplaudida.

O protesto é contra o decreto de 20 de outubro, que criou um Grupo de Trabalho Interministerial, envolvendo apenas órgãos de governo, para elaborar um estudo sobre as Instituições Federais de Ensino Superior, num prazo de 60 dias.

O ANDES é contrario a esta iniciativa e exige a participação da comunidade acadêmica num debate amplo e democrático.

Mas este ataque, é parte do modelo neoliberal que o governo Lula está empenhado em continuar e reforçar, mostrando que este governo não só defende banqueiros e latifundiários, mas também os barões do ensino particular. Tanto que ilustres figuras do PT como o deputado Vicentinho e o presidente da CUT, Marinho aparecem em out door no Estado de São Paulo fazendo propaganda da UNIBAN (Universidade particular).

Agora, preparando o terreno para a ALCA, visto que os EUA quer abrir franchising de suas universidades no nosso país, privatizando o pouco que existe e ensino público, Dirceu se prepara, com essa Reforma, como se fosse um bom garoto de recados das necessidades do imperialismo e da mercantilização da educação.

Mas não temos dúvidas que, "o pau vai comer", porque a comunidade universitária vai responder à altura, unificando a luta dos estudantes, servidores, professores, e a sociedade toda, mostrando ao ministro Dirceu, (ironia da história um ex líder estudantil), que deverá enfrentar a maior greve universitária de toda a história, em defesa da universidade pública, gratuita e de qualidade, repudiando a Reforma privatizante do Banco Mundial e a Comissão Interministerial, exigindo não a privatização mas mais verbas para educação e não para os juros da dívida externa.

Deputado Babá

 
5951
Loading. Please wait...

Fotos popular