Pravda.ru

Notícias » Brasil


Boletim política do PSDB

11.05.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Sem nenhuma ironia, mas a capacidade do gerar atritos internos e provocar desarticulação que o PT consegue colocar em prática é digna de um brinde, merece um reconhecimento festivo.

A jornalista Helena Chagas, em sua coluna de hoje em O Globo, com o título "Ciranda do Perigo" faz uma correta e completa lista de pessoas que, teoricamente, teriam que estar a serviço do governo. Mas, ao contrário, estão se estapeando e prejudicando alianças, complicando votações e tumultuando um processo onde o governo perde todas, e o povo perde tudo.

Um brinde - 2

A jornalista cita, por exemplo, que José Dirceu não se entende com Aldo Rebelo, que Mercadante é contra a reeleição de João Paulo, mesmo com o apoio de Lula, que não há a menor sintonia entre o ministro Palocci e o resto do governo e também sobre a conduta de Marta Suplicy na prefeitura de São Paulo. Conforme lembra a jornalista, trata-se de uma ciranda, cujos resultados conduzem a apenas uma conclusão. Em casa que todo mundo manda, ninguém tem razão.

Derrotas, greves e desgoverno

Na semana passada o governo perdeu batalhas importantes. Foi derrotado na votação da MP dos bingos e ainda teve a oposição dando show de bola para indicar o comando da Comissão do Salário Mínimo. E agora teme mais derrotas, uma vez que não tem como enfrentar os comandos de greves que se espalham pelo país. Não tem o que apresentar como contra proposta, não tem argumento para enfraquecer os movimentos. Hoje, por exemplo o INCRA, que mal consegue resolver os problemas com os sem-terra, ameaçam paralisar os trabalhos. Trabalhos que, na verdade, nunca começaram.

Serra, sobre o programa do PT na TV

"A realidade inventada no Brasil convence cada vez menos as pessoas, mas seus efeitos negativos vão além da deterioração da imagem do governo junto à população. Há um círculo vicioso. Como a maioria dos integrantes do governo e do PT parecem também acreditar nela, tratam de reforçá-la, em vez de se prepararem e se disporem a enfrentar os problemas verdadeiros do país: a estagnação econômica, o desemprego e a vulnerabilidade externa, os retrocessos nas políticas sociais, o loteamento político de áreas sensíveis da administração pública federal e a ruptura da aura ética do governo e do PT. Preferem fugir para adiante".

Sem ajuda oficial Segundo manchete de hoje da Folha de S. Paulo, "apenas 6% das 376 mil vítimas das enchentes do começo deste ano no país conseguiram a liberação dos recursos do FGTS conforme estava previsto em medida provisória editada pelo governo para socorrer os flagelados. De acordo com documentos da Caixa Econômica Federal, foram registrados 23,5 mil saques." Essa foi mais uma MP anunciada com ardor pelo governo Lula, mas pelo visto, foi também mais uma que não "colou".

Auxílio-moradia no governo Lula - I

Segundo notícia do Correio Braziliense de domingo, o gasto com auxílio-moradia e ajuda de custo a ministros e a outros funcionários de vários escalões dobrou no governo Lula. De R$ 14,7 milhões, no último ano do governo Fernando Henrique Cardoso, a despesa pulou para R$ 27,3 milhões em 2003. "O valor equivale a quase 30% de tudo o que o governo aplicou em subsídios à habitação popular e corresponde a 20% dos investimentos em urbanização de favelas".

Auxílio-moradia no governo Lula - II

Além dos R$ 27,3 milhões consumidos em auxílio-moradia, outros R$ 50,1 milhões foram gastos pelo governo Lula, no ano passado, em ajuda de custo. Somadas as despesas com os dois benefícios no período de janeiro de 2003 até abril de 2004, a conta chega a R$ 99,6 milhões. Foram consumidos R$ 36,2 milhões em auxílio-moradia e R$ 63,4 milhões em ajuda de custo.

Frases de Mauricio Corrêa

Antes de entregar o cargo de Presidente do STF, Mauricio Corrêa fez alguns comentários sobre o governo Lula:

"A área social está um caos, nada se fez. Estão dizendo que vão fazer, mas não fizeram nada. O Fome Zero é uma piada."

"Eles acusaram o Judiciário de tanta coisa, mas pararam de falar de caixa-preta porque a crise explodiu na cozinha do gabinete da Casa Civil."

"As CPIs dos Bingos e do Celso Daniel não foram instaladas por conveniência política - vamos abrir o jogo? - do Palácio do Planalto. O Palácio não quis."

"Se não tiver uma política segura, o Brasil pode caminhar para uma situação que gera a desmoralização da autoridade e aí vem o desrespeito".

O Airbus do Lula

Segundo matéria da Folha de SP de ontem, a possibilidade de o presidente Lula precisar comandar o país dos céus, 'em ambiente de grave anormalidade ou conflito', (por exemplo, o atentado terrorista de 11 de setembro nos EUA) foi um dos motivos alegados pelo Comando da Aeronáutica para cercar de sigilo detalhes da compra do novo avião presidencial, sigilo esse, ainda segundo o jornal, que também justifica oficialmente a compra sem licitação de um modelo personalizado da Airbus, o Corporate Jetliner-319.

PSDB

 
5139
Loading. Please wait...

Fotos popular