Pravda.ru

Notícias » Brasil


Querem privatizar a Floresta Amazônica

07.03.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Conversa! O projeto, cuja versão original foi apresentada ainda no governo FHC, prevê concessão de áreas de florestas em terras públicas para a exploração madeireira, por empresas brasileiras ou estrangeiras, por período que podem chegar a 60 anos!

Trata-se, nem mais nem menos, da entrega da Amazônia para o grande capital nacional e internacional. FHC entregou o minério através da privatização da Vale do Rio Doce. Lula e o PT pretendem entregar nossas florestas, com esta privatização disfarçada.

O modelo proposto causou uma verdadeira calamidade no sudeste asiático, principalmente na Indonésia e na Malásia. Tendo devastado as florestas destes países, com o objetivo de exportar madeiras para o mercado mundial, empresas madeireiras migraram para a Amazônia. Várias têm por trás grandes multinacionais sediadas nos principais países imperialistas.

Segundo o projeto, as concessões poderão ser através de licitações ou convênios com ONG’s, possibilitando ainda aos concessionários a terceirização do empreendimento, de difícil monitoramento. O Projeto outorga aos concessionários o direito de obter financiamento através da oferta, em garantia, de produtos madeireiros ou não madeireiros, ou seja, hipotecando a floresta! Atuando por trás do Ministério do Meio Ambiente (MMA) está a ONG IMAZON, age como intermediária dos Bancos Mundial e Interamericano de Desenvolvimento/BID, com ampla atuação nos estados amazônicos.

Empolgado com a política de Lula, o francês Pascal Lamy, ex Comissário de Comércio da União Européia e candidato a diretor da OMC, propôs que a Amazônia fosse considerada como parte dos "bens públicos mundiais", junto com "a água, as rotas marítimas.." e pasmem! "a segurança dos mercados financeiros", marcando, assim, o caminho, que o imperialismo pretende, para conseguir o controle da Amazônia.

Nos opomos a este projeto de concessões florestais que atende, fundamentalmente aos interesses econômicos dos grandes grupos exportadores de madeira. Defendemos que sejam as populações tradicionais da Amazônia, os índios, ribeirinhos, caboclos, etc. os que discutam e definam um plano de proteção da floresta, de suas reservas e do meio ambiente, à serviço de proteger a vida e as necessidades da população que nela mora e trabalha

Dep. Babá PSOL – Partido Socialismo e Liberdade

 
2397
Loading. Please wait...

Fotos popular