Pravda.ru

Notícias » Brasil


O SINDIPETRO AL/SE DESFILIA DA CUT!

05.12.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O Sindipetro SE/AL foi um dos primeiros sindicatos dos petroleiros que filiou-se à CUT e lutando pela unidade das três principais categorias, unificando quatro sindicatos que existia até 1994.

O Congresso teve como objetivo discutir a Relação do Sindicato com a CUT; debater as perspectiva do Plano de Previdência Petros e fazer um balanço da Campanha Salarial.

O eventou contou com a participação de mais de 106 (cento e seis) delegados credenciados, e mais de 40 observadores e convidados.

O debate sobre a Relação com a CUT vinha se desenvolvendo com a Categoria desde o mês de Junho/2004 quando relizou-ze o 12º Congresso. Nos dias 27 e 28 de Agôsto deste ano realizou-se um debate sobre as perspectivas dos Trabalhdores com o governo Lula e o destino das Ferramentas de Lutas dos trabalhadores (partidos, sindicatos e central sindical.).

Durante toda a Campanha, desde o dia 17 de agosto, quando o sindicato realizou um Ato contra o 6º Leilão, o que levou a direção da Petrobrás e o governo a entrarem com uma Ação Possessória de Interdito Proibitório contra o sindicato (multando a categoria por ter realizado paralizações contra o leilão), até o final da campanha salarial, os trabalhadores elegeram delegados para o Congresso e debateram o tema da filiação (ou não) à CUT.

A direção do sindicato, em sua maioria, votou pela proposta de desfiliação da CUT. Em assembléias e plenárias, reuniões, conselhos de representantes, etc...

Na Plenária de agosto, o sindicato garantiu a presença de debatedores como Agnaldo Fernandes do PSOL/CUT, Antônio Gois Presidente da CUT/SE e da Articulação Sindical de Esquerda - PT, Ze Maria de Almeida - PSTU/Conlutas.

No Congresso, realizado nos dias 26 a 28, que teria o debate e a votação pela desfiliação ou não à CUT, o representante da central que confirmara a presença não compareceu ao debate, sendo substituído pelos companheiros Radiovaldo FUP/Petroleiros da BA - vereador eleito pelo PT/Alagoinhas, Ubirajara de Brito Cruz -Diretor suplente da FUP/PT de Aracaju, e Moisés Gomes de Souza - Diretor do Sindipetro SE-AL/PT, que defenderam que o Sindipetro continuasse filiado à Central.

A favor da desfiliação da CUT e pelo fortalecimento da Conlutas-Coordenação de Lutas, defenderam Dalton Francisco dos Santos e Manoel de Assis, diretores do Sindipetro/militantes do PSTU, petroleiro/SE e petroquímico/AL, respectivamente.

Após a exposição dos debatedores, ocorreram vinte duas intervenções do plenário: - Dos diretores da FUP (governistas) da Articulação Sindical-PT, Radiovaldo - Sindipetro/BA e Genivaldo Silva - Sindipetro Litoral Paulista/SP. - Dos diretores da FUP representando a minoria (não governistas), Agnelson Camilo - Sindipetro PA/AM/MA/AP, Helder Caixeta - Oposição Base/NF, Corbo - Oposição Base/Caxias-RJ. - De representantes de Oposições, Leninha e Ednaldo - Oposição Base/Bahia, Eugênio e Lucimar - Oposição Base/MG, Laura - Oposição Base/Campinas-SP.

Estavam no Plenário do Congresso os diretores da FUP-CUT pela Articulação Sindical-PT, Carrara e Jacaré (representando também a CNQ-CUT). Claudio Alberto que é o Coordenador no Estado de Sergipe, pela Petrobrás, do orçamento do Mova Brasil, entidade que possibilita que a FUP envie diretores (governistas) para viajar para todo o Brasil com o dinheiro da Petrobrás (Povo Brasileiro) e garante financeiramente o custeio de uma secretária particular para o coordenador da FUP (Carrara - Articulação Sindical-PT - Sindipetro Unificado de SP/Campinas), que é a Sra. Mara, Assessora Sindical dos Bancários/RJ.

Participaram do Congresso o presidente da ASPENE/SE (Associação dos Aposentados e Pensionistas) e o presidente da FENASPE (Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas dos Petroleiros), a AEPET-BA, AEPET-SE, AMBEP. Estiveram presentes, também, os diretores do Sindipetro/RJ, Paulo Roberto, Roberto Ribeiro e Carlos Augusto Espinheira (do Conselho Fiscal da Petros), Fernando Siqueira (Diretor da AEPET e do Conselho Deliberativo da Petros). Marcaram presença as Oposições de Petroleiros em RN, BA, SP, NF/RJ, Caxias/RJ e MG.

Após mais de três horas de debate (às 23:00 horas) o Congresso tomou como resolução a DESFILIAÇÃO DO SINDIPETRO AL/SE da CUT, e aprovou uma jornada de lutas, com diversos encaminhamentos para a construção de uma nova ferramenta de lutas que abra perpectivas efetivas de conquistas para os trabalhadores: - Ratificou a resolução do 12º Congresso, pelo fortalecimento da CONLUTAS e participação na Conlutas; - Aprovou a participação do Sindipetro no Grande Encontro Nacional da Conlutas no FSM em Porto Alegre; - Aprovou que impulsionaremos o debate pela Desfiliação da CUT, denunciando o papel dos dirigentes sindicais no governo Lula; - Apoiar as Oposições com um programa que leve este debate sobre a relação da CUT com o governo Lula, e a necessidade da construção de uma alternativa.

2. Direção Majoritária da FUP aplica punição aos diretores do BASE Em represália a decisão do Congresso do Sindipetro AL/SE, a direção da FUP em reunião no dia 29, nesta segunda-feira, por 10 votos a 4, aplicou sanções aos diretores do BASE-Bloco Alternativo Sindical de Esquerda FUP, cortando o direito de uso dos equipamentos da FUP e do apartamento, cortou as diárias, não fornecerá passagens para as reuniões mensais estatutárias da FUP. A punição foi uma espécie de "expulsão branca". Esperamos que os companheiros reveja sua posição. A exemplo dos processos de moscou, quando os Stalinistas julgavam assassinavam a todos que discordavam do governo, ou que defendiam posições contrárias nas instâncias do partido.

A punição aplicada aos Companheiros Alealdo (Aposentado diretor do Sindipetro AL/SE), a Agnelson (Diretor do Sindipetro AM/PA/MA/AP, e ao Companheiro Caixeta (da Oposição do NF, do Grupo OLEO), tem que ser repudiada por todos, a exemplo das manifestações que estão ocorrendo contra as punições aplicadas aos Policiais Federias que denunciara o Duda Mendonça na Rinha de Galo no Rio de Janeiro.

Estamos denunciando a atitude do Bloco Governista da FUP em todo o Brasil, e o Sindipetro AM/PA/MA/AP realizará asembléia para discutir com a categoria a Suspensão do repasse para CUT e iniciar o debate da desfiliação a CUT.

Clarckson Araujo Direção Colegiada do Sindipetro AL/SE

 
6480
Loading. Please wait...

Fotos popular