Pravda.ru

Notícias » Brasil


Calendário contra AIDS

03.02.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Um calendário ocidental que começa em fevereiro e não em janeiro, como de costume. Eis uma das mídias escolhidas pelo Programa Municipal DST/Aids de Campinas, em parceria com o Sindicato dos Médicos da cidade, para entrar de sola na prevenção diante do Carnaval (dia 28) e Dia Internacional da Mulher (8/3), fortalecendo a solidariedade às pessoas que vivem com HIV/Aids. O calendário traz fotos de 24 modelos - entre trabalhadores e parceiros do próprio Programa DST/Aids - e chamadas de textos que funcionam como um incentivo à prevenção da doença e à participação mais engajada da sociedade em campanhas sobre a Aids. As fotografias são assinadas por Guilherme Gallembeck e o projeto é de autoria do Núcleo de Educação e Comunicação Social (Necs) do Programa de Aids de Campinas. Esta idéia inovadora está incluída no Plano de Ações e Metas (PAM) 2006 do PM de DST/Aids. Trata-se de um desdobramento do projeto Vintage - um conceito de moda empregado pelos profissionais de saúde em uma proposta de educação que explora a beleza das pessoas comuns -, que foi lançado em um desfile (o Vintage Show), no final de março de 2005, na antiga Estação Central de trens de Campinas. O lançamento do calendário Produto da beleza e não a beleza como produto será no próximo dia 15, na sede do Sindimed Campinas. PMDST/Aids Segundo o Programa Municipal de DST/Aids, em Campinas, para cada dois homens com HIV/Aids, há também uma mulher infectada. Na década de 80, a relação era de uma mulher para cada 36 homens. Tendo em vista essa realidade, o Programa Municipal, além de lançar em fevereiro o calendário abordando a Aids, irá realizar, no dia 8 de março, palestras de meia em meia hora e ampliar a coleta para testes de HIV e de sífilis na unidade local do Coas/CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento). No caso de diagnóstico positivo para HIV ou sífilis, a pessoa entra imediatamente em tratamento no Amda (Ambulatório Municipal de DST/Aids), Hospital Dia ou Atendimento Domiciliar Terapêutico (ADT), de acordo com as especificidades de cada caso. São unidades especializadas e que estão localizadas no Centro de Referência (CR) em DST/Aids de Campinas (Rua Regente Feijó, 637, no Centro da cidade). É lá que funciona também o Programa de Redução de Danos (PRD) de Campinas, voltado a usuários de drogas. Vale lembrar que a segunda causa da transmissão do HIV em Campinas está relacionada à utilização compartilhada de seringas por usuários de drogas injetáveis. A primeira causa está nas relações sexuais entre heterossexuais. Ou seja: entre homens e mulheres heterossexuais que não usam camisinha. Mais informações sobre Aids e DST: (19) 3234-5000. E para saber sobre o teste e o aconselhamento: (19) 3236-3711. Sindimed Campinas O Sindicato dos Médicos de Campinas tornou-se parceiro da iniciativa do PMDST/Aids de lançar um calendário no Carnaval como forma de manifestar apoio a projetos de importância fundamental para a sociedade. Mas não é só isso: a idéia da entidade é também angariar novos parceiros para a luta contra a Aids em Campinas e Região, fazendo com que essa causa seja abraçada com mais compromisso por médicos, estudantes de Medicina, profissionais de saúde e sociedade como um todo. O lema é prevenir-se e não ficar indiferente aos números sobre a Aids na cidade.

O Sindimed Campinas foi fundado há 76 anos e hoje representa 10 mil médicos em toda a macrorregião campineira. ComunicAids

 
3498
Loading. Please wait...

Fotos popular