Pravda.ru

Notícias » Brasil


Apoio à greve em BH

01.06.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A categoria deflagrou a greve em resposta a ausência de propostas da atual administração de Fernando Pimentel do PT à pauta de reivindicações da categoria. Dentre os vários pontos da pauta de reivindicações destacam-se:

reajuste salarial de 35,82%; manutenção do tempo de projeto pedagógico coletivo semanal, que foi retirado dos professores através de portaria em dezembro de 2004; fim da terceirização e concurso público para auxiliares de serviços; isonomia salarial das educadoras infantis com os professores (educador infantil é a denominação criada em 2003 para romper a carreira única da educação e propiciar às educadoras infantis salários inferiores aos das professoras com a mesma função).

Os trabalhadores em greve também denunciam o reajuste de 59% que o executivo se concedeu elevando o salário do prefeito a 530 reais por dia e dos secretários a 318 reais diários.

A postura da PBH é de se negar a negociar enquanto a greve se mantiver e desferir ataques ao direito constitucional à livre manifestação dos trabalhadores. Para se ter uma idéia as paralisações realizadas pela categoria antes da greve foram descontadas do salário dos servidores. Os trabalhadores grevistas estão sendo ameaçados de corte do salário. As educadoras infantis foram encaminhadas para a Corregedoria por estarem em greve. Coroando esta postura autoritária, no dia 12 de maio uma comissão composta por mães, estudantes, sindicalistas e professores foi recebida com pancadas pela guarda municipal da prefeitura quando tentava ser recebida na Secretaria de Administração a fim de protocolar um pedido de negociação.

Esta é a administração democrática e popular do PT.

No último dia 24 foi realizada uma grande marcha em defesa da educação pública de qualidade e por negociação que reuniu mães, pais, estudantes, entidades da sociedade civil e trabalhadores em educação, demonstrando que a sociedade está solidária ao nosso movimento e exigindo que o prefeito negocie e atenda às justas reivindicações do movimento. Mesmo assim o prefeito ainda não transigiu.

Neste sentido, solicitamos das entidades sindicais, estudantis e populares apoio à nossa greve para que a mesma vença a intransigência da administração petista. Pedimos que enviem notas de apoio à greve para os seguintes endereços:

Gabinete do Prefeito: Fernando Pimentel - PT Telefax: (31) 3224 3099 e-mail: gabpref@pbh.gov.br

Gabinete da Secretária de Educação: Maria do Pilar Lacerda Almeida e Silva telefax: (31) 3277 8601 e-mail: smed@pbh.gov.br mpilar@pbh.gov.br

Sind-UTE Subsede da RMBH Telefax: (31) 32263142 e-mail: redebh@terra.com.br

CONLUTAS e-mail: secretaria@conlutas.org.br

 
2814
Loading. Please wait...

Fotos popular