Pravda.ru

Notícias » Brasil


Seminário reúne intelectuais e lutadores em Porto Alegre

01.06.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Nos dias 21, 22 e 23 de maio, realizou-se, em Porto Alegre, o Seminário Internacional: a América Latina sob o imperialismo do Século XXI e as perspectivas para uma esquerda anti-imperialista, anti-capitalista e socialista em nosso continente, foi organizado pela rede de revistas: Dos 4 Pontos (México); A l`encontre (Suíça); Correspondência de Imprensa (Uruguai) e Movimento, da qual forma parte o MES, (Movimento da Esquerda Socialista).

O evento contou com uma importante participação da esquerda socialista internacional. Da Europa, participaram Gérard Duménil (CNRS, Actuel Marx, França), Francois Chesnais (economista, professor emérito da Universidade de Parem e redator da revista Carré Rouge, França), Chris Harman (Internacional Socialism, SWP, Grã-Bretanha), Charles Andre Udry, Movimento pelo Socialismo da Suíça. Dos Estados Unidos, veio Ahmed Chawki, diretor de Internacional Socialist Review, e da organização política Internacional Socialist Organization, um dos principais animadores do movimento contra a guerra do Bush nos Estados Unidos.

Da América Latina, estiveram presentes organizações do México, Peru, Panamá, Venezuela, Chile, Argentina, Uruguai e Brasil. Do México, participaram o PRT e UnioS, membros da recente constituída Aliança Socialista; da Venezuela um representante do Movimento 13 de Abril que constitui uma das forças políticas que participam do governo bolivariano encabeçado por Chavez; do Panamá, o Movimento Popular Unificado; da Colômbia, Pressente pelo Socialismo membro do Frente Político e Social; do Peru, a Luta Contínua, do Chile integrantes dos Conselhos Estudianties de Concepção, da Argentina o Movimento Socialista dos Trabalhadores (MST), o Movimento ao Socialismo (MAS), Novo Rumo e o Movimento Povo Livre.

O movimento Pelo Novo Partido foi o animador brasileiro do Seminário. Participaram Luciana e Baba, e virtualmente todas as correntes que compõem o Movimento pelo Novo Partido y personalidades independentes. Companheiros de Liberdade Vermelha, Corrente Socialista dos Trabalhadores, Socialismo e Liberdade, Marxismo Revolucionário Atual. Heloisa Helena e Joao Fontes não puderam estar pressente por razões de suas atividades, assim como os companheiros do MTL que deixaram claro seu apoio ao evento.

A reunião de um marco tão representativo de forças anticapitalistas e socialistas foi possível por duas razões principais. A situação mundial, caracterizada de um lado pela política imperialista de guerra do governo de Bush e, do outro, pela ampla resistência das massas que está ocorrendo no Iraque, como nos sucessivos levantamentos populares que ,acontecem na América Latina como o Muito argentino, a insurreição boliviana e a luta contra o golpismo que assedia o governo venezuelano, que são um impulso à reflexão e à necessidade do trabalho comum de organizações que tem uma origem diverso. Mas também porque nosso país é o lugar aonde esta em marcha um processo de grupamento de diversas forças socialistas que estão trabalhando de maneira articulada para a construção da Nova Partido, dando, dessa maneira, uma resposta à crise provocada pela desgeneração do PT.

O Seminário abordou três pontos. A situação política do imperialismo norte americano e suas conseqüências na América Latina. A situação brasileira e a construção do novo partido. O Balanço do argentinazo à luz da situação atual e as perspectivas para construir uma alternativa ao governo do Kirchner. Um ponto final sobre algumas conclusões da situação latino-americana e a continuidade dos trabalhos deste seminário.

O seminário foi um passo fundamental para que o novo partido se encontre rodeado de importantes organizações internacionais que estão sendo uma alavanca decisiva para nossa construção. Temos estabelecido uma relação politica que será fundamental para o futuro.

Além disso se pautaram acordos para dar sua continuidade:

- um dossiê com as contribuições que fizeram todos os expositores.

- uma nova reunião em ocasião do Fórum Social Europeu e um encontro de maior magnitude no próximo Fórum Social Mundial que se realiza em Porto Alegre no início de 2005. Foi discutido também a realização de uma reunião na Venezuela para responder à sistemática política golpista dos Estado Unidos contra o governo desse país e em solidariedade ao processo bolivariano.

Neste boletim e na página da internet estaremos publicando as contribuições e todas as noticias referentes à continuação deste importante evento com o qual o novo partido deu um salto em suas relações internacionais e um apoio para sua construção.

Luciana Genro

 
4721
Loading. Please wait...

Fotos popular