Pravda.ru

Notícias » Angola


Lidando com o fantasma de Savimbi

28.02.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

No seu último relatório publicado na quinta-feira, o Grupo Internacional de Crise (GCI) considera que as prioridades para Luanda são a reintegração dos soldados da UNITA, a acomodação das pessoal internamente deslocadas e a destruição das muitas minas ainda activas no país.

O GCI, que reuniu em Joanesburgo, África do Sul, opinou que a política mais urgente é responder às necessidades humanitárias, sendo “um investimento fundamental para qualquer estratégia para solucionar conflito e crise em Angola”.

O relatório do grupo sediado em Bruxelas chama-se “Lidar com o fantasma de Savimbi: Os Desafios Humanitários e de Segurança em Angola” e acrescenta que a violência poderia voltar a Angola se estas prioridades não são abordadas no próximo futuro.

O relatório do GCI citou a frustração dos ex-combatentes da UNITA a espera de serem reintegradas ou na sociedade civil, ou nas Forças Armadas de Angola “porque a reintegração que foi prometido não acontece e as condições nos acampamentos são más”.

Há 105,000 ex-soldados da UNITA vivendo nestas condições no país, cada um com uma média de seis pessoas dependentes. O relatório continua, citando um oficial de alto patente da UNITA, que disse que “ A maneira em que estas pessoas são tratadas irá determinar se haverá ou não estabilidade no país”.

Comandante Capanga, também da UNITA, disse à Pravda.Ru que “No nosso país, há de tudo, e muito. Dá para todos. Mas nós nunca fomos derrotados militarmente. Aconteceu o que aconteceu ao Cota (Savimbi) mas nós estamos ainda aqui. Queremos a paz mas eles terão de nos dar qualquer coisa, senão...”

Nem continuou a frase, nem foi preciso. Para bom entendedor, meia frase basta.

Acácio BANJA PRAVDA.Ru LUANDA ANGOLA

 
1814
Loading. Please wait...

Fotos popular