Pravda.ru

Notícias » Angola


Angola e o Processo de Kimberley

26.10.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O Processo de Kimberley é um sistema de linhas-guia que tencionam reduzir a hipótese que os diamantes possam servir de combustível para conflito, nomeadamente a troca destas pedras preciosas por armas.

Angola não é estranho a esse processo de troca, pois vem vivendo uma guerra civil há quase 30 anos, desde a independência e durante mais 13 anos antes.

O relatório recente chamado “A Chave de Kimberley – Controles Internacionais sobre Diamantes” fala da necessidade de controlar as operações dos produtores de diamantes. Outro relatório, “Homem rico, homem pobre – Diamantes de Desenvolvimento e Diamantes de Pobreza” afirma que a não ser que a prospecção de diamantes comece a pagar mais do que um dólar norte-americano por dia, os controles não vão funcionar.

Não vão funcionar porque todo o processo de prospecção e produção será oculto. Durante os muitos anos, aliás décadas, de guerra, ninguém se mostrou preocupado em controlar a produção de diamantes em Angola.

Pelo contrário, a comunidade internacional, salvo raras excepções, estimulava a produção até ao máximo para poderem vender os seus produtos, nem sempre muito benéficos para o angolano.

O primeiro relatório refere a necessidade de controlar as transferências internacionais entre produtores de diamantes, citando os grandes esforços de mais que 40 produtores e apontando “graves deficiências” no caso angolano. Pois, com os problemas que esse país tem tido, não surpreende.

A comunidade internacional às vezes age duma maneira pouco lógica. Se alguém pensar comparar Angola com o resto do mundo, depois de 40 anos de guerra, e exigir que em dois anos consigamos rectificar tudo o que estava mal, quando nem sequer tivemos a hipótese de respirar a nossa independência, seria melhor apanhar uma injecção de neurónios inteligentes.

Já muito fizemos nós.

Acácio BANJA PRAVDA.Ru LUANDA ANGOLA

 
1973
Loading. Please wait...

Fotos popular