Pravda.ru

Notícias » Angola


Angola moderniza-se

20.01.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Angola está a trabalhar para dentro dos próximos sete anos inserir-se rapidamente no domínio da Tecnologia de Informação mundial, anunciou hoje em Luanda o vice-ministro das Relações Exteriores, Georges Chicoty.

O diplomata falava na abertura da Conferência Internacional de Peritos sobre o "Reforço da Capacidade Estratégica da Competitividade no Domínio das Tecnologias de Informação e Comunicação que se realiza em Luanda até 17 deste mês.

Georges Chicoty lembrou que o governo criou já uma Comissão Multisectorial de Tecnologias de Informação para preparar o Estado angolano rumo a uma sociedade de informação.

"O governo tem uma estratégia de 10 anos, de 2000-2010 no domínio das tecnologias de informação que permitirá a Angola inserir-se rapidamente nesses domínios, pelo que nos congratulamos com a realização deste evento no nosso país, que trás peritos e responsáveis de ciência e tecnologia de vários países ao serviço da Comissão das Nações Unidas da Ciência e Tecnologia", sublinhou.

Para si, a Comissão Angolana de Ciência e Tecnologia, apesar de ter sido criada em 1992, pelos resultados alcançados e pela sua agenda de prioridades pode servir de suporte para os países membros, particularmente nas tecnologias de informação.

Em sua óptica, o tema "Desenvolvimento Tecnológico e Edificação de Infraestruturas para a Competitividade numa Sociedade Digital ", escolhido pela comissão angolana de Tecnologias de Informação, corresponde às necessidades da maioria dos países em vias de desenvolvimento.

Georges Chicoty enalteceu a realização da conferência, salientando que representa uma grande oportunidade para cientistas e pesquisadores de origens diferentes trocarem e actualizarem conhecimentos, incentivando uma cooperação Norte-Sul e Sul-Sul.

Na visão do diplomata, esta cooperação possibilita a criação de mecanismos e parcerias no domínio da ciência e tecnologia, particularmente as de informação.

Georges Chicoty disse que a realização do evento em Angola revela a importância dada pelo governo deste país à Ciência e Tecnologia como vectores importantes para o seu desenvolvimento depois de muitos anos de guerra.

A escolha pela organização de um país africano como palco da conferência pode contribuir para a integração rápida dos países do sul nos programas de globalização das Tecnologias de Informação.

O encontro, prosseguiu, é de grande actualidade para Angola, onde todos os sectores começam agora a se iniciar neste domínio.

A conferência realiza-se até o dia 17 deste mês e reúne peritos de 33 países membros da Comissão das Nações Unidas de Ciência e Tecnologia ao Serviço do Desenvolvimento (CSTD), promotora do encontro.

Nesta reunião, os peritos de Angola farão uma abordagem sobre as tarefas realizadas nos últimos três anos.

As conclusões desta reunião serão apresentadas na Conferência Mundial Sobre "Sociedade e Informação" a ter lugar em Dezembro deste ano em Genebra (Suíça) e na Jamaica 2005, numa reunião sobre o mesmo tema.

A CSTD é uma das comissões funcionais do Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) e tem como prioridades a transferência de tecnologia e desenvolvimento das capacidades infra-estruturais no domínio da ciência, fundamentalmente para os países em via de desenvolvimento.

A comissão foi criada em 1992 para um mandato de quatro anos. Em cada sessão, a instituição elege um bureau composto por um presidente e quatro vice-presidentes.

O Sri Lanka está na presidência, enquanto as quatro vice-presidências estão a cargo de Angola, Paraguai, Eslováquia e Espanha. Angola cessa este ano o seu mandato.

Fonte: ANGOP

Acácio BANJA PRAVDA.Ru LUANDA ANGOLA

 
3853
Loading. Please wait...

Fotos popular