Pravda.ru

Notícias » CPLP


Negros são maioria dos que ascenderam à classe média

22.11.2012 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Negros são maioria dos que ascenderam à classe média. 17602.jpeg

Participação desse grupo na camada média brasileira subiu de 31% para 51% em dez anos

Em 2001, 64% da população negra do Brasil estava na classe baixa. Hoje, esse percentual caiu para 38%. Nos últimos dez anos, comparando com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2011, os negros brasileiros passaram a responder por 51% da classe média do País, com renda per capita que vai de R$ 291 a R$ 1.019. Em 2001, 31% da população negra estava na classe média. Esses dados foram apresentados por técnicos da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE), nessa terça-feira (20), em São Paulo, nas comemorações do Dia Nacional da Consciência Negra, na Faculdade Zumbi dos Palmares.

Dos entrantes na classe média brasileira entre 2001 a 2011, 75% são negros e 25% brancos e amarelos. Segundo o ministro da SAE, Moreira Franco, "esse é o retrato de uma nova sociedade, com mais igualdade de oportunidades. No entanto, muito ainda precisa ser feito pela redução da desigualdade no País", ressaltou. 

Hoje, 30% da população da América Latina e do Caribe pertencem à classe média. Entre os fatores que contribuíram para o resultado, o Banco Mundial destaca os maiores níveis de escolaridade dos trabalhadores, o aumento do emprego no setor formal, o maior número de pessoas vivendo em áreas urbanas e a elevação da presença feminina no mercado de trabalho.

Perfil - Segundo o secretário de Ações Estratégicas da SAE, Ricardo Paes de Barros, as taxas de crescimento foram muito maiores entre os mais pobres, do que entre os mais ricos. De 2001 a 2011, enquanto o crescimento na renda dos 10% mais pobres foi de 6,3% ao ano, para os 10% mais ricos não passou de 1,4% ao ano. O maior acesso à renda tem refletido diretamente na ampliação da classe média brasileira, que passou de 38% da população, em 2002, para 52%, em 2012. 

O estudo da SAE também detalhou o crescimento da classe média por região e por estados. Nesse sentido, o Sudeste foi a região que mais colocou novas pessoas na classe média nos últimos dez anos, respondendo por 36% dos entrantes, seguida do Nordeste, com 34%.

A maior expansão regional da classe se deu no Nordeste, que passou de 22% do total de todos os segmentos na região em 2002 para 42%, registrando uma diferença de 20 pontos percentuais, enquanto no Sudeste essa diferença ficou em 11 pontos, considerando que em 2002 a participação da classe média na região era de 46% do total das classes e passou para 57% em 2012.

http://www.secom.gov.br/

 
3116
Loading. Please wait...

Fotos popular