Pravda.ru

Notícias » CPLP


Bombardeio de escolas, hospitais e mercados, isto tornou-se rotina da força aérea dos EUA

14.10.2015 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Bombardeio de escolas, hospitais e mercados, isto tornou-se rotina da força aérea dos EUA. 23090.jpeg

Hospital de Kunduz, no Afeganistão. No seu comentário sobre o tiroteio em massa na comunidade da faculdade de Oregon o presidente Obama disse: "Isto tornou-se rotina".

por Paul Craig Roberts

Assim como o tiroteio da polícia sobre americanos desarmados e não oferecendo resistência.

Assim como numerosos outros não desejáveis e deploráveis acontecimentos, tais como o arresto dos lares de milhões de americanos, enquanto os "bancos demasiado grandes para falir" são salvos com triliões de dólares, tais como mentiras de política externa que destruíram sete países e trouxeram milhões de refugiados para os EUA e a Europa.

Além disso há as mentiras de política externa que provocaram o conflito dos EUA e da Europa com a Rússia e as mentiras económicas que protegeram a extraordinária concentração de rendimento e riqueza dos Um Porcento.

Também rotina é a aniquilação por Washington de festas de casamento, funerais e centros médicos com bombas e drones. Dois dias depois de Obama exprimir o seu desespero, frustração e raiva sobre o tiroteio em massa no Oregon, um ataque aéreo estado-unidense atingiu um hospital em Kunduz, Afeganistão. Segundo numerosas notícias, pelo menos 19 pessoas foram mortas, incluindo 12 membros dos Médicos Sem Fronteiras, e outros 37 feridos. O ataque aéreo dos EUA matou uma pessoana mesa de operações e pacientes sob cuidados intensivos arderam até à morte nas suas camas.

Para Washington, estes assassinatos em massa são apenas "dano colateral", não garantindo uma declaração presidencial mostrando desespero, raiva e frustração.

Obama diz que nada pode fazer acerca de tiroteios em massa, mas ele certamente podia cancelar suas guerras ilegais e sanar sua abordagem precipitada e coerciva em relação à Rússia antes de sermos incinerados. Como disse Vladimir Putin na ONU: "Nós [a Rússia] não podemos mais tolerar o estado de coisas no mundo". 

Putin não mente. Quando ele diz alguma coisa, ele quer dizer isso.

 Alguém em Washington tem de ouvir melhor este homem, porque Washington já não é mais A Única Potência. Há agora três novas superpotências – Rússia, China e EUA – e provavelmente nessa ordem. 

Na América, todas as formas de maldade e corrupção tornaram-se rotina. Bob Dylan disse-nos que o vício e a corrupção tornaram-se rotina : "As vidas do povo hoje são preenchidas a muitos níveis com o vício e os seus ornamentos. Ambição, cobiça e egoísmo têm de provocar o vício... Não vemos as pessoas que o vício destrói. Apenas vemos diariamente o encanto do vício – para todo o lado que olharmos, desde os cartazes publicitários aos filmes, aos jornais, às revistas. Vemos a destruição da vida humana e a zombaria da mesma, para todo o lado que olhamos".

O vício é a assinatura de Washington. Um peixe apodrece pela cabeça e Washington levou o nosso país ao vício, cobiça e egoísmo e à ridicularização e destruição da vida humana. 

A Regra de Ouro é "fazer aos outros como gostaria que eles fizessem para ti". Alegadamente, a América é um país cristão. Isto significa que a América cristã está a seguir o Sermão de Jesus na Montanha de um modo masoquista. Queremos realmente que eles destruam nossa infraestrutura social e económica, matem milhões de nós e transformem a maior parte dos restantes em refugiados?

Isto é o que a América tem feito ao mundo. Esta é a razão porque Vladimir Putin disse que a Rússia não pode mais tolerar o estado de coisas no mundo e porque perguntou à América: "Percebem vocês o que fizeram?"

O original encontra-se em sputniknews.com/...

 

Este artigo encontra-se em http://resistir.info/

 
4723
Loading. Please wait...

Fotos popular