Pravda.ru

Notícias » CPLP


Uma travessia que ja se faz longa

13.07.2015 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Uma travessia que ja se faz longa. 22529.jpeg

Texto publicado no jornal impresso As Artes  entre as Letras, do Porto, de 8 de julho de 2015, à página 9, a propósito de seu 6º aniversário de fundação:

Adelto Goncalves (escritor e doutor em Literatura Portuguesa pela USP)

BERNA - Numa epoca marcada pela inevitavel decadencia do jornalismo impresso, a existência do quinzenário As Artes Entre as Letras e, mais importante, a passagem de seu sexto aniversário de fundação sao marcos que nao podem passar em branco e que mereceriam, como em outros tempos, que fossem gravados em pedra, como a desafiar os séculos.

Ainda nestes dias de junho que passamos em Berna, encantadora cidade aos pes dos Alpes, o que vemos nas ruas sao sinais desse fim de tempos do jornalismo impresso: os quiosques que vendiam jornais são cada vez mais raros e poucos suíços se dispõem a comprar um exemplar de seus diários tradicionais, preferindo a leitura rápida dos exemplares gratuitos que pegam no tram (elétrico), no trem e nos autocarros. Outros nem isso: contentam-se com o que acessam por meio de seus telemóveis.

Numa sociedade apressada e rica como a suiça, que, de certo modo, é o retrato antecipado das demais nações do planeta, poucos se mostram preocupados em ler textos um pouco mais requintados culturalmente do que a informação supérflua do dia-a-dia que amanhã ja estara superada e esquecida. E há cada vez menos espaco para o jornalismo cultural.

O que se trava, portanto, é uma luta inglória, pois esse fim parece desenhado no futuro. No Brasil, por exemplo, hoje são poucos os grandes diários impressos que ainda mantém suas páginas culturais. E não há, ao que se saiba, nenhum veículo impresso voltado a área cultural com alcance nacional. Dessa maneira, são cada vez mais raras as recensões de livros ou entrevistas com autores locais, hoje praticamente limitadas a revistas academicas ou a sites na Internet. Os jornalões preferem traduzir o que compram de agências ou jornais estrangeiros - e a cultura nacional ou lusófona fica cada vez mais reduzida a um segundo plano.  

Por tudo isso, é de se assinalar a travessia do As Artes Entre as Letras que ja se faz longa, em meio ao mar revolto.

 

 
2639
Loading. Please wait...

Fotos popular