Pravda.ru

Notícias » CPLP


O decadente e moribundo Gulbuddin transforma-se novamente em cão dos EUA

11.11.2016 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
O decadente e moribundo Gulbuddin transforma-se novamente em cão dos EUA. 25432.jpeg

O decadente e moribundo Gulbuddin transforma-se novamente em cão dos EUA

Os EUA finalmente decidiram acrescentar sua notória criação, Gulbuddin, ao círculo de traidores nacionais no governo de Cabul, e completar este círculo de arqui-criminosos no governo da máfia jihadista de Ghani e Abdullah

Comunicado da Associação Revolucionária das Mulheres do Afeganistão (RAWA)

 

Os EUA finalmente decidiram acrescentar sua notória criação, Gulbuddin Hekmatyar, ao círculo de traidores nacionais no governo de Cabul, e completar este círculo de arqui-criminosos no governo da máfia jihadista de Ghani e Abdullah. Este infame criminoso é o assassino de milhares de compatriotas nossos, e de centenas de intelectuais e revolucionários que buscam liberdade, o qual teve grande participação no apoio de armas e financeiro derramado pelos EUA durante a resistência contra a invasão soviética.

Temos repetidamente afirmado que as lágrimas e o sangue do povo do Afeganistão não têm importância para os EUA. O fundamentalismo fomentado pelos EUA deixaram o destino do nosso povo nas mãos de criminosos como Sayyaf, Mohaqiq, Qanooni, Fahim, Khalili, Dostum, Ismail, Mullah Tarakhel, Abdullah, Rabbani e dos selvagens talibams. Para levar a cabo suas políticas ameaçadoras e colonialistas.

 

Embora os corruptos governos fantoches de Karzai e Ghani tenham conhecido muito bem os assassinos de Gulbuddini - Farooq Wardak, Karim Khurram, Hadi Arghandiwal, Omar Daudzai, Mohammad Khan, Juma Khan Hamdard, Wahidullah Sabaoon, Halim Fidayee -, agora o açougueiro de Kabul entrará nesta cidade de luto, ensanguentada com milhares de vítimas da sua gangue. Ele voltará ao poder com privilégios incluindo imunidade por perseguição, inclusão de mais de seus cães no poder, o poder de dar conselhos sobre muitas questões importantes e a remoção de seu nome da lista negra da ONU.

 

"Paz", "reconciliação" e "solução política" são termos que os EUA e seus marionetes, Karzai, Ghani e Abdullah, têm usado para insultar a inteligência do povo do Afeganistão. Por um lado, os EUA bombardearam e devastaram milhares de famílias sob o pretexto de "Guerra ao Terror", que já estão morrendo lentamente por falta de moradia, fome e falta de cuidados de saúde, mas por outro lado se associaram e concederam poder aos assassinos Gulbuddini e ao Taliban, em vez de puni-los pelos crimes.

O partido fantoche de Gulbuddin cometeu crimes horrorosos contra o povo do Afeganistão nos últimos quarenta anos. Os ataques com foguetes de Cabul ainda causam arrepio na espinha do povo de Cabul; Nas brigas de cachorro entre Gulbuddin e seus rivais criminosos, Shoraye Nizar, Jamiate Islami, Sayyaf, os "ladrões de tapete" de Dostum, e Wahdate Islami, Gulbuddin, não pouparam ninguém, crianças e idosos, homens e mulheres, de saqueá-los e violar sua honra; Tudo no Palácio Darul Aman e no Museu de Cabul foi saqueado por estes lacaios do ISI [serviço de Inteligência do Paquistão] Nos últimos anos, Gulbuddin reivindicou a responsabilidade por vários ataques suicidas, cujas vítimas eram nossos compatriotas inocentes.

 

Há cerca de um, Gulbuddin pediu a seus mercenários assassinos que se juntassem ao ISIS em atos jihadistas no Afeganistão; Vários Gulbuddinis são nomeados na lista negra da ONU, e outros mais tantos. Apesar disso, a Embaixada dos Estados Unidos "acolhe" seu precioso agente para se juntar ao processo de paz, e elogia o Alto Conselho de Paz (composto de sórdidos elementos cuja corrupção e visitas a várias embaixadas ocorreram recentemente).

 

Além de dar tapas nas costas de Gulbuddin, Zalmai Khalilzad desavergonhadamente convidou-o a "pedir desculpas" ao povo pelo "erro de ter destruído Cabul". Esta serpente norte-americana acredita que um criminoso do Estado Islamita e da Al Qaeda do Afeganistão (ou de qualquer outro país onde atue) é apenas "ruim" e deve ser destruído se colocar os interesses dos EUA em perigo, ou se não for obediente ao seu mestre. Fora isso, não importa quão assassino ou traiçoeiro seja o criminoso, os EUA ainda podem "trabalhar" com ele.

 

Agora é chegado o momento em que Gulbuddin é imposto oficialmente ao nosso povo, como quando os principais assassinos do Taliban, Qayoom Zakir, Mullah Noorullah Noori, Mullah Abdul Haq Waseeq, Maulawi Mohammad Nabi Omari, Mullah Khairullah Khairkhwah, Mullah Mohammad Fazil Akhund e Mullah Abdul Salam Zaeef, foram libertados de Guantánamo para se juntar à liderança do Taliban.

 

Os EUA agora colocaram um focinho no seu cão raivoso para que nunca morda o dono, mas esteja livre para cometer qualquer crime contra o povo. No entanto, o imperialista Khalilzad está esquecendo que seu sanguinário e prezado seu governo criminoso não fez barulho para que pudessem ser perdoados com uma "desculpa". O "pedido de desculpas" de Gulbuddin será enfiada goela abaixo do nosso povo com mais sujeira exatamente como o "pedido de desculpas" de Dostum, com exceção de Ghani e um bando de pseudo-intelectuais mercenários, foi recebido com indignação e desdém.

 

Com base em documentos do Human Rights Watch, do Afghan Justice Project (Projeto de Justiça do Afeganistão), da Anistia Internacional, de Payame Zan (revista feminina afegã editada pela RAWA) e de inúmeras outras publicações nacionais e internacionais, Gulbuddin cometeu crimes hediondos junto com seus irmãos Sayyaf, Dostum, Rabbani, Abdul Ali Mazari, Ahmad Shah Massoud, Hussein Anwari, Bismillah, Khalili, Mohsini e outros. Esses crimes são comparáveis ​​apenas àqueles cometidos por Suharto, Franco, Khumeini e seus semelhantes. Trombetear o perdão dos traidores do tipo de Parchami, Khalqi, dos jihadistas e dos Taliban, é uma das centenas de astutas e sujas conspirações dos EUA e aliados, e do regime iraniano contra a independência e a justiça em nossa terra aprisionada.

Isso não é surpreendente. Os governos ocidentais, os reacionários do Paquistão e o cruel Vilayate Faqih do Irã, como criadores e operadores do fascismo religioso no Afeganistão (e em outros países), não veem interesse em que a situação atual chute esses fundamentalistas. No entanto, quando esses arqui-criminosos caírem a CIA irá expulsá-los todos como fez com o xá Savak do Irã, e  com Noriega no Panamá. Este é o vergonhoso fim daqueles covardes governantes que se orgulham com o sangue da CIA percorrendo em suas veias. Se o infame e odiado Gulbuddin não morrer de causas naturais, ou entre jihadistas em luta, ou morto por seu próprio povo, não há dúvidas de que ele não vai escapar da espada de vingança do nosso povo.

A estrela da paz, da segurança e da prosperidade só brilhará nos céus cinzentos da nossa pátria quando nosso povo lançar o lema, "nunca nos esquecer emos nem perdoaremos!", e queimar o domínio de jihadistas, dos talibans, e dos intelectuais, da sociedade civil e as ONGs, essas criações do arrogante ocupante norte-americano, de uma vez por todas.

 

 

Tradução de Edu Montesanti

 

 
8871
Loading. Please wait...

Fotos popular