Pravda.ru

Notícias » CPLP


PT vai processar Estadão e Veja por denúncia de rombo de R$100 Milhões

10.03.2010 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Acusado pelo Ministério Público de desviar R$100 Milhões da Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) para financiar campanhas eleitorais de seus candidatos, inclusive a do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2002 à Presidência da República, o Partido dos Trabalhadores (PT) diz que vai processar o promotor que fez a denúncia, além da revista Veja e o jornal O Estado de São Paulo, por terem publicado a denúncia.

Na denúncia, publicada por Veja, o promotor José Carlos Blat diz que a Bancoop é hoje “uma organização criminosa, cuja função principal é captar recursos para o caixa dois do PT e que ajudou a financiar inclusive a campanha de Lula à Presidência em 2002."

Segundo a denúncia, a Bancoop foi criada com a promessa de entregar imóveis 40% mais baratos que os de mercado, mas deixou, no lugar dos apartamentos, um rastro de escombros. Pelo menos 400 famílias movem processos contra a cooperativa, alegando que, mesmo tendo quitado o valor integral dos imóveis, não só deixaram de recebê-los como passaram a ver as prestações se multiplicar a ponto de levá-las à ruína.

“Na semana passada, chegaram às mãos do promotor José Carlos Blat mais de 8.000 páginas de registros de transações bancárias realizadas pela Bancoop entre 2001 e 2008. O que elas revelam é que, nas mãos de dirigentes petistas, a cooperativa se transformou num manancial de dinheiro destinado a encher os bolsos de seus diretores e a abastecer campanhas eleitorais do partido”, destacou a revista Veja.

Segundo o Ministério Público, o principal personagem na trama é o ex-diretor financeiro e ex-presidente da Bancoop, João Vaccari Neto, recém nomeado o novo tesoureiro do PT, responsável pelas finanças da campanha eleitoral de Dilma Rousseff à Presidência da República.

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, divulgou nota na qual afirma que acionará na Justiça o jornal O Estado de São Paulo, a revista Veja e o promotor José Caio Blat após reportagens publicadas nas quais o tesoureiro João Vaccari Neto é apontado como responsável por supostos desvios de recursos da Bancoop.

"O PT não entrará nesse jogo, no qual só ganham aqueles que têm pouco ou nenhum compromisso com a democracia. Mas buscará, pelas vias institucionais, a devida reparação judicial pelas infâmias perpetradas contra o partido e seus milhões de militantes nos últimos dias", afirma a nota.

José Eduardo Dutra diz que o PT vai acionar judicialmente o jornal O Estado de São Paulo e a revista Veja, pela matéria que começou a circular no Brasil, além de representar no Conselho Nacional do Ministério Público contra o promotor José Carlos Blat, “fonte primária de onde brotam as mentiras, as ilações, as acusações sem prova e o evidente interesse em usar a imprensa para se promover às custas de acusações desprovidas de qualquer base jurídica ou factual."

A nota do PT diz também que o editorial do Estado foi o mais absurdo dos ataques e extrapolou "todos os limites da luta política e da civilidade. O PT tem uma incontestável história de lutas em defesa da democracia, da cidadania, da Justiça e das liberdades civis".

Ainda segundo o texto, “Nem o PT nem a sociedade brasileira podem aceitar o baixo nível para o qual parte da mídia ameaça levar o embate político às vésperas de mais uma eleição presidencial”.

ANTONIO CARLOS LACERDA

PRAVDA Ru BRASIL

 
3508
Loading. Please wait...

Fotos popular