Pravda.ru

Notícias » CPLP


Brasil: Construção civil em crescimento

08.12.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O Produto Interno Bruto (PIB) da construção civil cresce há quase três anos consecutivos e este ano a previsão é de que o incremento atinja 6,2%, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

 Levantamento feito pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) mostra que as medidas adotadas pelo governo federal de incentivo à construção civil se refletem no bom desempenho do setor que enfrentou uma crise entre 2002 e 2003. Houve, por exemplo, ampliação do crédito habitacional e desoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para materiais de construção.


Entre agosto de 2005 e agosto de 2006 houve alta de 9,2% na geração de postos de trabalho na construção civil, em relação a igual período do ano anterior - o que representa a criação de 128,4 mil vagas. Os dados compilados pelo MDIC revelam que há mais de 1,5 milhão de trabalhadores formais na construção civil, setor preponderante para o crescimento do emprego no país.


Houve ainda aumento de mais de 5% nas vendas de material de construção, de acordo com a Associação Nacional dos Comerciantes de Construção (Anamaco). Sondagem da Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostra também que a indústria desse ramo é a que apresenta os prognósticos mais otimistas de faturamento, emprego, investimentos e situação dos negócios para 2007. Segundo a pesquisa, 83% das empresas acreditam que vão ampliar as vendas em 2007 e nenhuma delas aposta na queda.


Crédito habitacional


Uma das medidas mais importantes para estimular o aquecimento do setor foi o aumento do crédito habitacional. Este ano, os recursos para o financiamento da casa própria vão encerrar o ano com valor 90% maior que o liberado em 2005, totalizando R$ 19 bilhões. Desse total, 75% são destinados a famílias com renda de até cinco salários mínimos.


Somente pela Caixa Econômica Federal foram aplicados R$ 11,1 bilhões até outubro deste ano, quantia 104% superior a liberada no mesmo período do ano passado. Esses financiamentos feitos pela Caixa beneficiaram mais de 500 mil famílias brasileiras. Já os recursos previstos pelo FGTS para habitação devem dobrar em 2006 em relação a 2004.

Desoneração


Em 2006, o governo federal desonerou 45 itens utilizados na construção civil, sendo 14 que tiveram zerada a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e outros 31 produtos que o imposto foi reduzido de 10% para 5%. Dentre eles: chuveiros elétricos, tintas e vernizes, pias e lavatórios de aço inoxidável, conexões de tubo de plástico, massas niveladoras, portas e janelas etc.

Subsecretaria de Comunicação Institucional da Secretaria-Geral da Presidência da República

 
2910
Loading. Please wait...

Fotos popular