Pravda.ru

Notícias » CPLP


Pífio PT

08.10.2008 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Deveria se envergonhar.

Por Raul Longo

O PT comemora ter aumentado sua participação em administrações municipais.

Deveria se envergonhar.

O DEM decaiu. O PT deveria se envergonhar pelo DEM, o ex-PFL, a ex-ARENA, a ex-UDN, ainda conseguir eleger prefeitos e vereadores em algum lugar.

O PSDB detém quase o dobro de prefeituras do PT, apesar de FHC. E o PMDB, que de presidente só teve o Sarney, é o partido de maioria de prefeitos Brasil afora.

Ah! Mas o PMDB é o maior partido do Brasil!

E daí? Mangueira não ganha desfile de carnaval por ter mais integrantes, nem o Flamengo se torna campeão por ter a maior torcida!

Eleição não é mesma coisa que futebol. Se fosse, Flamengo era campeão todos os anos.

Futebol tem de fazer gols e se o adversário jogar melhor, por mais que a torcida berre da geral, como dizia o Plínio Marcos, não influirá nos resultados.

Quem fez mais gols em toda a história da política brasileira? O DEM?

Esses nunca jogaram coisa alguma, não sabem jogar absolutamente nada. Só o que fazem é cometer falta. Desde quando eram UDN, sempre forçaram a barra para ganhar o jogo no tapetão. Pior que isso, até hoje só ganharam quando tomaram a bola na porrada.

Mesmo assim, Getúlio lhes deu o mais trágico drible de que se tem memória!

10 anos depois, chamaram a tropa e tomaram a bola. Interromperam o jogo e dessa vez saíram de porrada inclusive na torcida.

Se berrasse a favor do adversário deles, tomava choque, sentava na cadeira do dragão, pendurava no pau-de-arara, choque no reto, farpa na uretra, e outros relicários mais!

Assim como o Palestra Itália só mudou para Palmeiras, mas continuou sendo o mesmo time, de ARENA pra PFL não mudou coisa alguma além das siglas. Estaria lá até hoje o ACMão (que Exu o guarde a sete cadeados!), quanto está o ACMinho. Konder Borhg continua o mesmo tão quanto aterrador e sanguinolento. Agora travestido de Democrata para fazer rir, mas sem qualquer receio do despontar da cauda e dos chifres do DEMo.

E como é que esses caras, que por toda a história sempre soltaram os cachorros contra a torcida, pouco se importando com a massa a despencar do alambrado, ainda fazem prefeitos?

Porque o que sempre faltou neste país foi um partido de trabalhadores capaz de conversar com os trabalhadores, politizar os trabalhadores, demonstrar que trabalhador não tem de votar em patrão, muito menos em partido de torturador. Tem de votar nos seus iguais. Tem de votar em trabalhador.

"Epa! Esse era o lema do PT!"

Exatamente companheiro! Esse era o lema do PT! Esse era o trabalho do PT. Ir de bairro em bairro, rua a rua, porta a porta. Ir pra porta das fábricas.

Foi assim que o PT fez uma das maiores campanhas que já houve nesse país contra o DEMo, quando eles eram ARENA. Dessa forma o PT e os trabalhadores desse país deram um tapa na bola e ela voltou a quicar no gramado, a rolar no campo para reiniciar o jogo democrático.

Safadamente o PMDB fez um gol de mão e o juiz, como era de se esperar, fez que não viu. Mas no resto do jogo o passe comprado da ARENA, Sarney, só deu bola fora e a torcida pegou a mancada. E só pegou porque o PT tava lá cantando o bicho! Se não, estariam chorando o Tancredo até hoje!

Mesmo fora de campo, o PT não ficou aguardando a hora de entrar em campo, não! Era treino diário, marcação cerrada: trabalhador a trabalhador, periferia a periferia, morro a morro.

Aquele PT sabia que democracia não se faz só em ano de eleição. Aquele PT sabia que democratização se faz no dia a dia, companheiro a companheiro, transformando cada um: o pai, a mãe, o irmão do vizinho. E do vizinho do vizinho.

A maior preocupação do adversário era o Brizola! Pois já no primeiro jogo, deu PT na decisão!

Não ganhou naquela, nem ganharia na outra. Afinal, o bicho era alto e a cartolagem continuava no comando do certame. Influíam mais no placar do que a rede, as traves e a bola. Compraram o juiz, os bandeiras, o gandula, e o direito de transmissão.

Tava tudo dominado, mas nem por isso, o PT desistiu da torcida. Mais fiel do que a Fiel do Corinthians!

Se o PT desse mole, se deixasse a torcida de lado, não seria apenas porque o PSDB é o maior artilheiro em gol contra da história política do Brasil, que o Lula teria sido eleito. Também não é por causa da marketagem do Duda Mendonça, não senhor!

"Eh! Sem o voto da classe média, Lula nunca se elegia!"

Acorda ô São-paulino! De nada adiantaria o voto da classe média que o Duda arregimentou, se o PT não tivesse mantido aquela torcida de trabalhadores, conquistada diariamente, desde a ditadura. Desde quando não havia eleição! Desde quando não tinha jogo!

Mas aí o PT ganhou e foi ser governo.

O PT que não é mais partido, é governo, por ser governo não tem mais como fazer marcação de torcida. Não tem mais como subir morro, percorrer periferia, ir pra porta de fábrica.

O adversário tenta atrapalhar o jogo, tenta impedir o gol. Claro! Tá cumprindo a função dele, de adversário. É ruim de cintura, não tem drible, não acerta no passe, mas joga como pode, como sabe: na botinada!

De qualquer jeito quebra a cara, porque por ser um governo maior, por ser um verdadeiro governo, todo o time do capitão Lula não está nem aí pro adversário.

Pro time do capitão Lula, o adversário é outro. Pro time do capitão Lula, o adversário é a fome do trabalhador. A exploração do trabalhador. A falta de emprego do trabalhador. O salário defasado do trabalhador. A falta de educação para o trabalhador. A falta de saúde para o trabalhador.

Pro time do capitão Lula, o adversário é o adversário do trabalhador.

E o trabalhador percebe isso. Tanto percebe que 80% da população brasileira torce pro time do Lula. E antes que digam que nesses 80% se inclui a maior parte da classe média, faço lembrar que isso não muda a realidade de que quem elege nesse país, desde a época do Jânio Quadros, é o trabalhador da Vila Maria, não o intelectual da Pça Vilaboim, nem o da Vila Madalena.

Esses assistem ao show de bola do operário Lula, com a mesma admiração da classe média santista ao negrinho Pelé. Exaltam a inteligência do Lula, como Ibrahim Sued ao Pelé: "O preto mais branco do Brasil!"

Política não é futebol, e Lula não é Pelé. Lula é muito melhor presidente do que Pelé foi jogador, por melhor que tenha sido.

Com os tantos gols do governo Lula, era para o PT ter passeado no campo do adversário como um Garrincha. Mas de que adiantou Garrincha, se o Botafogo apenas se acomodou na maestria do craque?

Garrincha era a alegria do povo, mas os cartolas nunca dão bola pra torcida.

Se dependesse do Garrincha, até hoje a torcida do Botafogo seria maior do que a do Vasco, do Fluminense e, quem sabe, até do que a do Mengo!

Tá aí ó: o craque driblou a dívida externa, avançou pra área dos credores internacionais, deu um chapéu no desemprego, e botou pra escanteio a miséria de 13 milhões de brasileiros. Isso sem contar auto-suficiência em petróleo, contenção de inflação, aumento de poder aquisitivo, etc., etc., etc... Até essa exemplar resistência à crise internacional.

"Pô! Tem a manipulação da mídia golpista!"

Foi pro vestiário! Contundiu-se. Toda vez que entra em campo, se machuca. É dada como morta. Morreu! Ou subsiste por minguados 20% que não garante nem a lotação dos camarotes.

Com 80% de aprovação da torcida brasileira, companheiros, não há mais qualquer possibilidade de desculpa.

O partido de um dos piores governos da história, liderado por um dos políticos de maior rejeição nacional, depois de 6 anos do governo Lula se manter com quase o dobro de prefeituras do PT, é, no mínimo, de fazer rever a tática. Se é que tática existe!

Primeiro é preciso saber que política não é futebol! Não é pra cartola ficar assistindo de camarote.

Nem o Fernando Henrique assiste de camarote! Joga mal pra cacete, mas joga lá do jeito que sabe.

PT não é Partido da Tradição, nem Partido da Tranqüilidade.

Partido de trabalhadores que se preze, sabe que temos 500 anos de história e sabe que somos uma das sociedades menos democráticas do mundo.

O dia em que o PT acordar para nossa realidade e voltar a vestir a camisa pra fazer rolar a bola no jogo da democratização popular, e não apenas pra dizer que é da Seleção, é do time do Lula... Aí sim começará a ser como aquele PT que hoje é governo.

Mas enquanto esse PT de hoje, não conseguir ser o Partido dos Trabalhadores, fica assim... Com o melhor jogador de todos os campeonatos políticos brasileiros, mas comemorando por não ter ficado na lanterna.

Vocês não têm vergonha disso?

Raul Longo é jornalista e escritor

www.sambaqui.com.br/pousodapoesia

pousopoesia@gmail.com

 
9278
Loading. Please wait...

Fotos popular