Pravda.ru

Notícias » Negόcios


A dupla hélice China-Rússia

30.12.2014 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
A dupla hélice China-Rússia. 21348.jpeg

A dupla hélice China-Rússia

22/12/2014, The Saker, The Vineyard of the Saker - http://goo.gl/zxjScY
Íntegra do Documento (ing., em tradução) em https://www.mediafire.com/folder/fpid1fhd6nv59/China_Rússia_Double_Helix  


Entreouvido na Vila Vudu

Siguíntchi: tudo que diga respeito à luta que China e Rússia empreendem para não serem varridas do mundo pelas guerras inventadas pelos barões-ladrões 'globais' de Wall Street e pelos ladrões-ladrões da imprensa-empresa - todos eles tomados de choque & pavor por causa do passado comunista dessas duas nações - interessa DIRETAMENTE ao Brasil-2014ss. 

Vamos traduzir o documento INTEIRINHO. Já está em tradução. 

E se tivesse 1000 laudas e 20 mil notas de rodapé, também traduziríamos. 
A luta é, exatamente, essa. Essa porra de 'mídia' não sabe é pooooooooooooooorra-nada. Xô, jornalismo & jornalistas: só vocês precisam de vocês.

No pasarán! Venceremos!
____________________________________________


Caros amigos, 

Partilho hoje com vocês um documento que, pessoalmente, considero absolutamente crucial: uma análise em profundidade da Aliança Estratégica Rússia-China (AERC)escrita por alguém que observa a aliança 'do lado chinês'. Quero que saibam alguma coisa sobre a origem desse documento.

Estava conversando com Larchmonter 445 sobre o desenvolvimento da Rússia, quando me dei conta de que os argumentos dele giravam em torno do relacionamento entre China e Rússia; quando o forcei a falar um pouco mais, percebi que ele sabia muito sobre tudo aquilo.  Não só sabia, como ele também chegara às mesmas conclusões que eu sobre a AERC, mesmo vindo ele do outro lado, do lado chinês. Pedi-lhe então que escrevesse uma análise curta desses tópicos, e Larchmonter 445 aceitou. Mas é perfeccionista workaholic, e a 'análise curta' chegou-me com 25 páginas e 39 notas de rodapé!

Resultado disso, tenho aqui para oferecer a vocês uma detalhada análise de todos os componentes conhecidos da AERC (há mais, muito mais, que guardo segredo).

Achei a imagem que Larchmonter 445 criou, de uma "dupla hélice", particularmente apropriada, porque o que estamos testemunhando aqui é o nascimento de uma "nova forma de vida" geopolítica, pode-se dizer: uma aliança informal entre dois países que vai muito mais fundo que a maioria das alianças regulares. 

O que estamos vendo é o acordo mútuo para estabelecer uma simbiose geoestratégica de pleno espectro entre dos campos civilizacionais, na qual ambas, Rússia e China, são o que se costumava chamar de 'impérios' no passado, mas são hoje, mais, o que chamo de "campos civilizacionais" [orig. civilizational realms]: ex-impérios multiétnicos, multinacionais e multirreligiosos, cuja influência avança bem além das atuais fronteiras nacionais e cujo "peso" estratégico aproxima-se mais do peso de continentes, que do peso de países.

Que ninguém se engane: o que estamos vendo é algo sem precedentes na história, e é muito mais que simples "aliança". Afinal, aliança pode ser quebrada e o país A pode decidir separar-se de uma aliança com país B, para fazer aliança com país C.  No caso da Aliança Estratégica Rússia-China, AERC, o que estamos vendo é muito mais parecido com irmãos siameses: numa deriva geopolítica de dimensões tectônicas, Rússia e China decidiram unir-se não só "pelo quadril", mas por vários, muitos "órgãos e sistemas vitais", incluindo energia e defesa, é claro, mas também as respectivas economias e políticas de desenvolvimento de longo prazo.  Cada simbionte manterá a própria cabeça e o próprio cérebro, mas partilharão os "torsos".

Minha avaliação é que estamos ante o mais importante desenvolvimento político desde o final da 2ª Guerra Mundial e provavelmente o mais importante desse século: difícil exagerar na gravidade das implicações do que significa isso: a tal "pivotagem" de Obama para a Ásia simplesmente desaparece, na comparação, reduzida à mais completa irrelevância ante essa nova realidade: claramente, enquanto Obama ladrava e exibia os dentes, Putin e Xi Jinping silenciosamente, mas profundamente, mudaram o equilíbrio planetário. Duvido que alguém tenha coragem para levar essa informação à Casa Branca... 

Convido-os a ler atentamente o documento de Larchmonter 445, e a guardá-lo para referência futura (sobretudo no que tenha a ver com desenvolvimentos recentes lá listados). O documento está disponível em inglês por Mediafire, nos formatos ZIPODT,DOCX e PDF (https://www.mediafire.com/folder/fpid1fhd6nv59/China_Rússia_Double_Helix). Ofereço aqui a introdução que Larchmonter 445 enviou-me.

MUITO OBRIGADO a Larchmonter 445!
Faço votos de que apreciem esse trabalho sensacional.

[assina] The Saker
________________

INTRODUÇÃO
by Larchmonter 445
 

O Saker perguntou se eu poderia redigir um artigo sobre China e Rússia. Disse a ele que, na minha avaliação, o envolvimento entre esses dois países é muito mais profundo e significativo que 'negócios' e 'acordos' de compra e venda de commodities e armas. Saker acrescentou que os militares dos dois lados estão empenhados em treinamentos absolutamente sem precedentes para as duas nações, com mais movimentos agendados para o próximo ano, para reforçar as mútuas capacidades de integração.

Minha intuição, a partir de mais de 12 anos de estudos sobre a China sugere que o relacionamento com a Rússia é qualitativamente único na história do mundo, muito distante de qualquer categoria de parceria especial. Há elos que estão em construção. Como metáfora ideal veio-me à mente a imagem de uma Dupla Hélice. Com isso, o artigo cresceu consideravelmente. Mas as duas nações são duas nações gigentes, e o movimento de interconexão complexa é muito amplo. Para trazê-lo à luz foi preciso trabalhar mais, e em maior profundidade, do que o previsto inicialmente.

Por outra parte, poderia ter metido lá mais 20-30 notas, mas é objetivo e projeto da filosofia do Vineyard [quintal], como disse o Saker, que visitantes, leitores, comentadores e militantes pesquisem por conta própria, encontrem outros documentos e fontes e fatos, e os distribuam para todos. Em outras palavras, ninguém, que fale como voz única, dirá jamais a palavra final. Concordo. 

No espírito da ortodoxia, desconfiem de tudo, questionem tudo que lhes pareça suspeito ou errado.

Pareceu-me q o melhor modo de ler é em PDF, no meu iPad. 

Feliz Natal, Boas Festas e não esqueçam de doar para manter o Saker. Ele consome mais de 18 horas por dia praticamente todos os dias do ano, para manter esse blog para nós. OVineyard of the Saker é nosso megafone e recursoda resistência contra a hegemonia e a destruição de valores da humanidade e da vida. Não se esqueçam, na saída, de deixar sua "moedinha verde": é nossa munição. 

[assina] Larchmonter 445 

 

 
9027
Loading. Please wait...

Fotos popular