Pravda.ru

Notícias » Negόcios


S-300: o Reino Unido, a França e Israel não poderão sobrevoar mais a Síria

28.09.2018 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
S-300: o Reino Unido, a França e Israel não poderão sobrevoar mais a Síria. 29598.jpeg

S-300: o Reino Unido, a França e Israel não poderão sobrevoar mais a Síria

A Federação da Rússia entregará à Síria, dentro de duas semanas, baterias de defesa anti-aérea S-300, assim como modernos sistemas de controle para postos de comando da defesa anti-aérea, presentes unicamente no arsenal do exército russo.

Não foi especificado o modelo dos S-300. Em 2013, a Federação da Rússia tinha prometido S-300 V4.s à Síria, mas não haviam sido fornecidos para não colocar em perigo o domínio aéreo de Israel.

O Ministro da Defesa russo, Serguei Shoigu, declarou: «Isto garantirá, nomeadamente, a gestão centralizada de todas as forças e instalações de defesa anti-aérea sírias, a vigilância dos ares e uma tomada de decisão rápida. Mais importante ainda, a identificação de todos os aviões russos pelos meios de defesa anti-aérea sírios será garantida».

Esta decisão segue-se ao ataque britânico-franco-israelita, de 17 de Setembro de 2018, em Latáquia, durante o qual um Ilyushin russo Il-20 foi destruído com 15 homens a bordo.

A Síria é o 17º país a equipar-se com o S-300.

Com um alcance de 300 km, estes equipamentos tornam impossível o sobrevôo do país ou a aproximação desde o Mediterrâneo ou de um país vizinho da aviação inimiga, entre as quais as aviações britânica, francesa e israelita.

A sua entrada em serviço na Síria põe fim ao domínio aéreo israelita sobre o Médio-Oriente. Se a planeada (planejada-br) entrega de S-300, há cinco anos, havia sido cancelada, fora a pedido dos Estados Unidos para proteger as capacidades aéreas israelitas. Obviamente, esse veto já não funciona. No entanto, o Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, qualificou esta decisão de «escalada», ostensivamente para proteger o Presidente Trump durante a campanha eleitoral legislativa dos EUA.

«Estamos convencidos de que a implementação destas medidas ajudará a esfriar as "cabeças quentes" e a desencorajar as acções insensatas que ameaçam os nossos militares. Caso contrário, teremos que responder de acordo com a situação em curso», declarou Shoigu, fazendo claramente referência ao Estado hebreu.

Tradução 
Alva

Fonte : "S-300: o Reino Unido, a França e Israel não poderão sobrevoar mais a Síria", Tradução Alva, Rede Voltaire, 26 de Setembro de 2018, www.voltairenet.org/article203123.html

 

 
3198
Loading. Please wait...

Fotos popular